21 dez 2004 - 11h45

Diretoria não gostou da postura de Levir

A postura do técnico Levir Culpi ao final do jogo contra o Botafogo, na última rodada do Campeonato Brasileiro, desagradou a diretoria do Atlético. Levir abraçou os jogadores do clube carioca e os parabenizou pela permanência da Série A. Caso o Atlético tivesse vencido o jogo, o Bota, ex-clube de Levir, seria rebaixado.

"Ninguém gostou de ver aquilo. Foi desconfortável. Uma atitude muito olímpica, sem sentido. Queria vê-lo saindo aborrecido, pois perdeu o título e não conseguiu ganhar de um time fugindo do rebaixamento", declarou o presidente João Augusto Fleury à Gazeta do Povo.


Fleury conversa com Levir após treino

Durante a semana, Levir havia delcarado que o confronto entre Atlético e Botafogo na última rodada era uma "coincidência desagradável", uma vez que havia deixado muitos amigos no time carioca.

O presidente Fleury classificou como "constrangedora" a cena de Levir Culpi abraçando os botafoguenses ao final da partida. Segundo ele, essa foi uma das razões que contribuíram para a saída do técnico, que deverá comandar o Cruzeiro em 2005.



Últimas Notícias