23 mar 2005 - 21h48

Uma pelada na chuva

A escalação do time reserva era um prenúncio de que o Atlético poderia enfrentar muitas dificuldades no jogo desta quarta-feira à noite contra o Nacional de Rolândia, único time a derrotar o Furacão no ano de 2005. Momentos antes do início do jogo, o início da chuva aumentou a desconfiança do torcedor atleticano.

Mesmo assim, 3 mil e quinhentos fiéis foram à Kyocera Arena na esperança de assistirem a uma boa apresentação ou ao menos a uma vitória. Nem uma nem outra. Debaixo de uma forte chuva, Atlético e Nacional realizaram um jogo chato, de muitos toques errados e poucas jogadas criativas.

O Furacão saiu na frente logo no começo da partida. Aos 4 minutos, Rodrigo Souto sofreu pênalti. Um minuto depois, Jonatas bateu bem e marcou aquele que seria o único gol atleticano no jogo. Depois disso, foram 91 minutos de muitos erros, alguma dose de esforço e poucas chances de gol.

Apenas 4 minutos depois do gol, Rodrigo Souto tentou chutar para o gol e mandou a bola à linha lateral, em um lance símbolo do que foi o jogo. Depois da primeira hora, a chuva aumentou, mas no primeiro tempo o sistema de drenagem da Arena funcionou muito bem. Aliás, foi uma das poucas peças que funcionou no jogo desta quarta.

Muita chuva e sofrimento

Se o primeiro tempo não foi bom, a etapa final foi ainda pior. Formaram-se várias poças d’água e o campo piorou muito. A entrada de Tavares em lugar de Lima não produziu qualquer efeito significativo.

Logo aos 3 minutos, Alex fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Rychely desviar para o fundo das redes, aproveitando uma desatenção do sistema defensivo atleticano. Preocupado com o empate, Casemiro Mior promoveu a entrada do meia Fabrício, integrante do time considerado titular.

As melhores chances atleticanas saíram em jogadas de Fabrício (um chute forte aos 23 minutos) e de Jonatas (conclusão da entrada da área aos 19 e cabeçada para fora aos 25). Cansado, Jonatas deu lugar a Denis Marques, outro com status de titular.

Aos 48 minutos, no desespero, o Atlético chegou a balançar a rede do Nacional. Fabrício cobrou falta e Tavares desviou para o gol, anulado depois da anotação de impedimento. Foi o ponto final de um jogo sofrível.

14ª rodada – Paranaense – (23/03/05) – Atlético 1 x 1 Nacional
L: Kyocera Arena; H: 20h30; A: Sueli Teresinha Tortura (PR); CA: André Rocha (6′), Durval (15′), William (30′), Acássio (46′), Luiz Henrique (57′), Naca (62′), Eduardo (63′), Neto (80′), Bruno Costa (85′) e Paolo (90+2′); P: 3.498; P: R$ 24.092,50; G: Jonatas, aos 5 do 1°; Rychely, aos 3 do 2°.

ATLÉTICO: Tiago Cardoso; André Rocha, Tiago Vieira, Durval e Netinho; Jairo, Rodrigo Souto e Evandro (Fabrício 60′); Lima (Tavares int), Jonatas (Denis Marques 79′) e Jorge Henrique. T: Casemiro Mior.

NACIONAL: Serginho; Neto, Naca, Luiz Henrique e Alex; Acássio, William (Paolo 58′), Fábio Lopes (Bruno Costa 84′) e Magrão (Paulo Henrique 80′); Rychely e Eduardo. T: Dirceu de Mattos.

MELHORES LANCES

Primeiro tempo
3 min – Jorge Henrique cobrou escanteio da esquerda, Tiago Vieira cabeceou na rede pelo lado de fora.
4 min – Rodrigo Souto recebeu passe dentro da área e foi derrubado.
5 min – Jonatas bateu o pênalti à meia altura no canto esquerdo do goleiro, que saltou pela direita. Foi seu segundo gol pelo Atlético.
8 min – Jorge Henrique lançou Jonatas na direita e ele tocou rápido para Evandro, mas o meia cometeu falta ao tentar dominar a bola na entrada da área.
9 min – Lima fez boa jogada e tocou para Rodrigo Souto na esquerda, que bateu mal. A bola saiu pela linha lateral do lado direito do campo.
17 min – Netinho recebe lançamento de longa distância, dribla o zagueiro e bate cruzado para boa defesa de Serginho.
19 min – William ganha disputa com Rodrigo Souto e arrisca de longe, mas chuta para fora.
31 min – Começa a chover torrencialmente, mas sistema de drenagem da Kyocera Arena funciona bem.
37 min – Jonatas faz boa jogada, arranca pela direita e cruza para Jorge Henrique, mas Serginho intercepta.
43 min – André Rocha tabela com Jonatas, corta para o centro da área e chuta de esquerda. No rebote do goleiro, Lima e Jorge Henrique se atrapalharam.
44 min – Jorge Henrique cobra falta da ponta-direita e Lima cabeceia para defesa de Serginho.
47 min – Fim do primeiro tempo.

Segundo tempo

0 min – Atlético volta a campo com Tavares em lugar de Lima. Em função da chuva forte desde o início do jogo, gramado começa a prejudicar a partida.
3 min – Rychely aproveita cruzamento da esquerda e escora para o gol.
10 min – Jonatas faz boa jogada e ajeita para Jorge Henrique, que bate forte, mas para fora.
15 min – Fabrício entra em lugar de Evandro. Tiago Cardoso faz ótima defesa em cobrança de falta.
19 min – Jonatas bate dois zagueiros na corrida, mas chuta rasteiro no meio do gol e facilita para Serginho.
23 min – Fabrício chuta forte da entrada da área e bola passa próxima do travessão.
25 min – Rodrigo Souto cruza da direita e Jonatas cabeceia com perigo à direita do gol.
30 min – Fabrício cobra falta e Tavares desvia, mas o goleiro faz a defesa.
34 min – Denis Marques entra em lugar de Jonatas, que deixa o campo na maca.
40 min – Fabrício cruza na área, Serginho espalma.
48 min – Fabrício cobra falta na área e Tavares marca, mas a árbitra marca impedimento e anula o gol atleticano.
49 min – Fim de jogo.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…