2 abr 2005 - 16h47

Com a benção de João de Deus

No dia em que o mundo chorou a morte do Papa João Paulo II, o Atlético derrotou o Londrina por 3 a 1 na Kyocera Arena. No intervalo do jogo, foi respeitado um minuto de silêncio em memória do Papa, que praticou futebol quando jovem. Os pensamentos positivos dos atleticanos ajudaram o time, que acabou virando a partida na segunda etapa.

Podendo perder por até quatro gols de diferença para o Londrina, o Atlético entrou em campo de uma forma mais defensiva na semifinal do Campeonato Paranaense. Com dois volantes, o rubro-negro tinha dificuldade para criar as jogadas com Alan Bahia e Cocito no meio. Fabrício até criou algumas boas jogadas, mas sozinho não conseguia deixar os atacantes em boas condições para marcar.

Com o ritmo reduzido do Atlético,o o Londrina dominou as ações durante o primeiro tempo e aos 17 minutos Edmilson abriu o placar para a equipe celeste. Nos minutos restantes da primeira etapa o time atleticano não se mostrou capaz de empatar a partida e por pouco o Londrina não saiu de campo em melhor situação.

No entanto, com as mudanças de Casemiro no início do segundo tempo o Furacão começou a soprar forte e reagiu dentro de campo. O zagueiro Durval foi o incumbido de empatar o jogo e Marín participou diretamente dos outros dois gols do time em lances bastante parecidos. Na primeira falta a bola entrou direto e na segunda Alan Bahia escorou para o gol.

Com a vitória o rubro-negro confirma a sua vaga na grande final do Campeonato Paranaense, que será realizada a partir do próximo domingo, dia 10. O adversário irá sair no confronto de amanhã, entre Coritiba e Iraty. Em caso de vitória coxa-branca a primeira partida será na Baixada e a segunda no Pinheirão. Qualquer outro resultado garante a segunda partida na casa do Furacão.

Semifinal – Paranaense – (02/04/05) – Atlético 3 x 1 Londrina
L: Kyocera Arena; H: 16h; A: Francisco Carlos Vieira (PR); CA: Nem (64′); P: 7.566; R: R$ 85.725,50; G: Edmilson, aos 16 do 1°; Durval, aos 17, Marín, aos 20, e Alan Bahia, aos 23 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Etto, Danilo, Durval, Marcão (Tiago Vieira 80′) e Marín; Cocito (Rodrigo Souto 56′), Alan Bahia e Fabrício (Evandro 56′); Maciel e Denis Marques. T: Casemiro Mior.

LONDRINA: Vilson; Alex, Nádson e Rodrigo; Cassiano, Edmilson, Gian (Luiz Henrique 71′), Nem (Renan 77′) e Thierson; Alex Paulista e Bolão (Juari 83′). T: Zezito.


1º tempo
05’ – Diego dá um chutão e Maciel na área enche o pé no travessão
13’ – Durval cabeceia para fora após escanteio de Fabrício
16’ – Edmilson aproveita escanteio de Nem e abre o placar na Baixada
17’ – Alan Bahia cabeceia para fora
24’ – Durval quase marca contra no escanteio de Nem
35’ – Sozinho, Danilo cabeceia para fora depois do escanteio
38’ – Nem bate falta do meio e assusta Diego
46’ – Fim de primeiro tempo

2º tempo
30” – Fabrício arrisca de longe e Vilson rela para escanteio
05’ – Alex Paulista chuta rasteiro dentro da área e Diego defende
14’ – Rodrigo Souto bate de longe, mas para fora
16’ – Denis Marques recebe na área, vira e chuta em cima do goleiro
17’ – Maciel toca para Denis, que chuta prensado com o zagueiro
18’ – Durval empata a partida com assistência de Alan Bahia
20’ – Marín vira o placar em cobrança de falta pela direita
23’ – Marín cobra falta pela direita e Alan Bahia marca de cabeça
26’ – Marín cruza e Maciel toca para a boa defesa do goleiro
31’ – Diego defende a falta cobrada por Nem
41’ – Denis Marques recebe de Alan, mas chuta para fora
44’ – Fim de partida



Últimas Notícias

Notícias

De novo a dupla Fla x Flu

Há jogos que mesmo não sendo decisivos acabam sendo marcantes. Lógico que uma final, uma partida que valha vaga para uma fase aguda de uma…

Notícias

Adeus, professor Vadão

Hoje (25) à tarde faleceu Oswaldo Alvarez, o Vadão, que estava internado tratando um câncer no fígado. A notícia vem logo após um domingo nostálgico…

Memória

2002 COM MUITA PAZ

Na tarde do dia 23 de Dezembro de 2001, o Furacão conquistava o seu primeiro título nacional! A partida final, em São Caetano do Sul,…