7 abr 2005 - 0h16

Curiosidades de Atletibas: 8 minutos de jogo

Catimba, raça, malandragem. Ingredientes que, com certeza, sempre fizeram parte do clássico Atletiba. Mas, em 1946, esses componentes somados resultaram no Atletiba mais curto da história. Em apenas oito minutos de bola rolando, dois gols e muita confusão.

Era 1º de dezembro de 1946. Num estádio Belfort Duarte lotado, Atlético e Coritiba prometiam uma disputa acirrada. Logo aos 6 minutos, Cezar Frizzio fez 1 a 0 para o Coritiba. Dois minutos depois, Jackson empatou a partida para o Rubro-negro.

O que ninguém esperava era que o gol atleticano marcasse também o início de uma confusão dentro do gramado. Na comemoração do gol, o ponta-esquerda atleticano Cireno, por pura provocação, tirou o gorro do goleiro Belo. “Foi um espetáculo circense. O Belo correndo atrás dele e o Cireno, muito esperto, correu em direção ao juiz e parou perto dele. O Belo não se conteve e agrediu o Cireno. O juiz nem viu que ele estava com gorro porque ele tinha jogado no chão e o juiz expulsou o Belo e o Coritiba não se conformou. O time saiu de campo e como não voltaram, o juiz encerrou a partida”, relembra Jackson.

Dias depois, o Atlético acabou ganhando os pontos da partida, marcada como o Atletiba mais curto da história. Protagonista do jogo, o ponta-esquerda Cireno, 59 anos depois, não se mostra nem um pouco arrependido. “Queria vencer, sempre. E se descobria uma maneira de irritar o adversário e, assim, tirar proveito para o Atlético ganhar, usava”, disse, em entrevista à Furacao.com para o Hot Site de 80 anos do Atlético, no ano passado.



Últimas Notícias

Clube

Feliz dia, atleticanos!

26 de março sempre é um dia especial. É o dia de comemorarmos a verdadeira razão de tudo isso existir… esse amor, essa força, essa…