8 abr 2005 - 0h14

Curiosidades de Atletibas: Gottardi no Coxa

A relação família Gottardi-Atlético é intensa. A história começou em 1927, quando Alberto Gottardi vestiu a camisa Rubro-negra pela primeira vez. Foram seis anos de Atlético até passar o posto de goleiro para seu irmão, Alfredo, o grande ídolo atleticano Caju. Depois deles, outros quatro Gottardi defenderam as cores atleticanas.

Apesar dessa grande identificação com o clube, o atleticano de berço Alfredo, filho de Caju, chegou a defender as cores do rival Coritiba. Em 1964, em seu primeiro ano como profissional, depois de atuar nas divisões de base do Atlético, Alfredo foi parar no Coxa, apesar da grande recusa de seu pai. Foram dois anos distante do futebol do Atlético, atuando na suburbana e campeonato brasileiro amador com a camisa verde-e-branca.

Em 1966, surgiu a oportunidade de voltar para “casa”, voltar para aquele ambiente que cresceu e sempre conviveu. No total, foram doze anos de Atlético (de 1966 a 1977 e 1979), sendo campeão Paranaense em 1970. Da passagem pelo Coxa, Alfredo guarda com carinho o momento da volta ao Furacão: “Ah, daí foi festa. O pai já tinha se conformado que eu ia jogar no Coritiba, ele não torcia para o Coritiba, torcia para mim. Não adianta, não torcia. Ele dizia que torcia para eu jogar bem, mas não torcia para o Coritiba ganhar”, lembra.



Últimas Notícias

Opinião

Parabéns Athletico

Não é fácil passar o aniversário de quem a gente ama separados. A distância dói e nas datas especiais o coração aperta ainda mais. Aquela…

Fala, Atleticano

Melancólico

Sim, Perdemos… O time rubro negro, perdeu de 4×0 para o nosso maior rival, alias mereceu perder, não vi o jogo, assim como nenhum torcedor…