14 abr 2005 - 11h31

Hoje é dia de torcer

Quando o time do Atlético pisar no gramado da Kyocera Arena poucos minutos depois das 21h desta quinta-feira, a nação atleticana estará concentrada em um só objetivo: empurrar seu time para a vitória. A partida contra o América de Cáli será o quarto compromisso do Furacão na Libertadores 2005 e, certamente, o mais importante desta primeira fase.

Vários motivos fazem deste jogo uma decisão para o Rubro-negro. Primeiramente, o adversário é o líder do grupo e venceu todas as suas partidas. Uma vitória serviria para quebrar a confiança dos colombianos e impôr respeito aos próximo adversários. Além disso, em termos psicológicos, um bom resultado nesta quinta influenciará o desempenho do time na final do Campeonato Paranaense e nos próximos dois jogos da Libertadores.

Por isso, hoje é dia de torcer. Torcer sem criticar. Sem reclamar dos passes errados (acostume-se: eles certamente acontecerão), dos gols perdidos (é algo comum) e da falta de habilidade de um outro. Esquecendo as restrições impostas pela diretoria e preocupando-se unicamente com o manto sagrado rubro-negro. Na hora decisão, é o Clube Atlético Paranaense que fala mais alto.

Torcer

Há jogos em que é necessário simplesmente torcer. Na palavras do Dicionário Houaiss, "manifestar sua predileção pela vitória de uma equipe desportiva ou desejar vivamente algo". Como se vê, não faz parte da definição do verbo "torcer" as críticas, reclamações, vaias e falta de incentivo. O ato de torcer é justamente o inverso disso.

Mas é claro que ninguém precisa ensinar a nação atleticana o que é torcer. Mais do que ninguém, os atleticanos sabem como empurrar seu time, dedicar todo o esforço, gritar sem parar, aplaudir mesmo nos erros e acreditar sempre, até o último minuto, na vitória. Às vezes, é preciso apenas fazer um alerta, destacar como é bom torcer pelo Furacão e lembrar das alegrias que ele nos proporciona.

Cerca de 4 mil ingressos foram vendidos para o jogo desta noite. Se você ainda não comprou o seu, ainda há tempo. As bilheterias da Arena ficarão abertas durante a tarde de hoje. Vale a pena garantir sua presença. Muitas vezes, esquecemos de valorizar a importância de um jogo internacional. Tornou-se muito comum para o Atlético nos últimos anos, mas disputar a Libertadores é algo que tem de ser reverenciado e aproveitado em todos os minutos.

Por fim, se tudo isso não animou você a ir ao jogo de hoje, aí vai mais um argumento: nos jogos fora de casa, o Atlético enfrentou muitas dificuldades com a pressão da torcida colombiana. Agora, é a nossa chance de provar que os atleticanos são ainda mais fanáticos e decisivos em uma partida.

Libertadores – (14/04/05) – Atlético x América de Cáli
L: Kyocera Arena; H: 21h15; A: Jorge Larrionda (URU); T: FX Esportes (Sky).

ATLÉTICO: Diego; Jancarlos, Danilo, Baloy, Marcão e Marín; Alan Bahia, Fabrício e Fernandinho; Aloísio e Denis Marques (Maciel). T: Edinho.

AMÉRICA DE CÁLI: Viáfara; Romero, Elías (Quiñonez), Felipe González e Bustos; Banguero, Valencia, Ferreira, Villareal; Salazar e Mina Polo. T: José Manuel Rodríguez.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…