11 maio 2005 - 0h15

Passou…. vergonha!

O zagueiro Marcão já alertava desde sábado: “se não vencer na terça o bicho vai pegar”. E o bicho pegou! Numa das maiores vergonhas da história da Kyocera Arena, o Atlético é goleado pelo Independiente Medelin por 4 a 0 e mesmo com a humilhante derrota consegue a classificação para as oitavas de final da Libertadores da América. O herói da classificação estava bem longe de Curitiba. Mais precisamente em Cáli, na Colômbia. De Vaca fez o que nenhum dos atletas atleticanos conseguiu: marcar o gol salvador que classificou o Rubro-negro, na vitória por 1 a 0 do Libertad sobre o América.

Para confirmar a vitória e a classificação em primeiro lugar no grupo, o Independiente usou de uma arma muito praticada pelo Atlético até o ano passado: o contra-ataque em velocidade. Se no 1º tempo os dois times foram bastante iguais em campo, na etapa complementar o time colombiano encontrou espaços na zaga do Atlético e consolidou a goleada.

Do lado atleticano, as principais jogadas ofensivas partiram do lado esquerdo, com Marín e Lima. Mas foi o Independiente quem foi mais eficiente no ataque. Aos 17 minutos, a zaga do Furacão falhou , o time colombiano tabelou na entrada da área de Diego e Valoyes fez 1 a 0. Era apenas o primeiro susto para os quase 13 mil atleticanos presentes à Kyocera Arena.

Onze minutos depois, o próprio Valoyes fez transformar os poucos gritos de incentivo em revolta geral. Morantes fez o lançamento preciso e ele concluiu contra a meta atleticana, fazendo 2 a 0 no placar. A revolta do torcedor era evidente e o caldeirão ferveu para o lado do Atlético. A cada jogada do Rubro-negro o que se ouvia eram vaias. Já quando o Independiente tocava na bola, o coro era de olé.

Totalmente entregue ao jogo, o Atlético não ofereceu muita resistência. Aos 36 minutos, Serna invadiu a área do Atlético e fez o terceiro. Quatro minutos depois, cobrando pênalti, Montoya definiu o placar em 4 a 0.

%ficha=420%

Confira os melhores lances do jogo

Primeiro tempo
1′: Marín faz bom cruzamento, mas o goleiro González se antecipa
2′: Valoyes faz jogada individual e Diego espalma a bola pra escanteio. Montoya pega a sobra, mas chuta pra fora
5′: Atlético arma contra-ataque, mas Jancarlos falha no cruzamento
6′: Aloísio tenta jogada pela direita, mas é desarmado
7′: goleiro González se atrapalha, mas Lima não consegue aproveitar o lance
10′: Marin faz bom cruzamento para Aloísio e Atlético tem boa chance de abrir o placar
16′: Fabrício cobre falta direto e apresenta perigo para González
17′: Alvarez chuta no canto esquerdo de Diego, que toca a bola pra escanteio.
19′: Valoyes arrisca de fora da área e Diego espalma
21′: Alvarez chuta fraco e Diego defende com tranqüilidade
23′: Marcão cobre falta e manda a bola para longe
28′: Fabrício cobre falta, mas a zaga colombiana afasta o perigo
30′: Atlético tem boa oportunidade com Marin e Fabrício, que não conseguem finalizar
33′: Marín cruza e Aloísio tenta de cabeça e Atlético quase abre o placar
36′: Ramos chuta forte de fora da área
40′: Marín cobre falta, mas Aloísio não consegue aproveitar a sobre
41′: Cruzamento de Marín, Lopez alivia
42′: Benítez cobra falta por cima do gol de Diego
47′: Fim do primeiro tempo

Segundo tempo
1′: Marcão faz bom cruzamento, mas o goleiro González espalma. Na sobra, Marín manda a bola pra longe
2′: Lima faz boa jogada individual, chuta forte e González faz boa defesa. No escanteio, zaga colombiana alivia
4′: Novamente Lima constrói a jogada, cruza para Fabrício, que não aproveita o lance
9′: Marín toca para Lima, que não consegue sair da marcação e perde boa chance
10′: Ramos chuta fraco e Diego defende tranqüilo
10′: Lima faz boa jogada, toca para Fabrício, que chuta sem jeito
13′: Marcão cruza, Maciel chuta forte e González espalma bola pra escanteio. Na cobrança, Baloy sobe sozinho para cabecear, mas o goleiro defende
16′: Jaramillo arrisca e Diego defende
17′: Zaga atleticana falha e Valoyes faz 1 a 0
19′: Ticão cobra falta e Lima quase aproveita a chance
28′: Morantes cruza e Valoyes marca o segundo gol colombiano
30′: Lima faz jogada individual, mas na finalização acaba chutando fraco
36′: Serna invade a área e faz 3 a 0
40′: Diego comete pênalti e, na cobrança, Montoya decreta o placar em 4 a 0
45′: Fim de jogo



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…