11 maio 2005 - 1h00

Reunião do Conselho Gestor decidirá o futuro de Edinho

O Presidente do Conselho Gestor do Atlético, João Augusto Fleury, declarou há pouco à Rádio Banda B que os conselheiros se reunirão amanhã para decidir o futuro do Clube, em especial sobre a continuidade ou não do treinador Edinho.

Fleury não adiantou nenhuma informação: “Nós temos soluções pra encontrar. Agora não é a hora de tomar decisões, amanhã cedo entraremos em contato com o Conselho e, posteriormente, comunicaremos qualquer decisão à imprensa”. Contudo, opinou sobre a interferência de Edinho na partida de ontem: “A saída do Baloy desestruturou o time”.

“O Atlético tem um Conselho Gestor, as decisões são tomadas em torno de um consenso e decorrem de uma reflexão. Não tomaremos atitudes para resolver problemas imediatos. Temos o ano de 2005 inteiro para pensar. Bem ou mal, temos ainda a Libertadores pela frente. E o Atlético conseguiu a classificação por seus próprios méritos, pois não fosse o esforço dos jogadores nas outras partidas, certamente estaríamos eliminados. Não estamos abatidos. O Atlético é um clube estruturado que não depende de um resultado ou outro. Temos um calendário inteiro pela frente, não podemos nos abalar com críticas. Não vamos dar mais força para aqueles abutres do catatrofismo que ficam esperando que o cadáver apodreça para se alimentarem”

O Presidente disse que o elenco deve ser reforçado na seqüência: “Vamos agregar jogadores que serão contratados na continuidade. Mas o elenco atual é brioso e determinado, certamente melhores atuações virão.” Mas o torcedor não deve esperar contratações de impacto. “O Atlético não sairá fazendo loucuras, não é assim que se resolve as coisas. É preciso fazer uma reflexão antes de se tomar as decisões.”



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…