19 maio 2005 - 0h04

Corinthians pega três jogos com portões fechados

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) puniu nesta quarta-feira o Corinthians com a perda do mando de campo de três partidas do Campeonato Brasileiro por causa da invasão de torcedores e dos objetos atirados no gramado do Pacaembu, no último dia 8, no clássico contra o São Paulo.

Na ocasião, o Corinthians foi goleado pelo rival por 5 a 1, resultado que revoltou os torcedores. Além da perda do mando das partidas (terá que jogar com os portões fechados), a diretoria do Corinthians ainda terá de pagar multa de R$ 150 mil.

O Corinthians ainda não decidiu onde vai mandar as três partidas –o time terá que atuar com portões fechados. Uma das possibilidades é o estádio do Parque São Jorge. Na partida contra o Figueirense, no domingo, no estádio do Pacaembu, pela quinta rodada do Campeonato Nacional, o clube poderá vender ingressos. A punição começará a ser cumprida após esta partida.

Atlético também corre risco

O árbitro gaúcho Leonardo Gaciba da Silva relatou na súmula da partida entre Atlético e Corinthians, disputada no último domingo, que foram atiradas "bombas" ao gramado da Kyocera Arena. No campo "conduta do público", Gaciba escreveu o seguinte:

"Aos 56 minutos e ao término da partida foram lançadas para dentro do gramado 2 bombas que explodiram em frente a (sic) torcida do Atlético (PR)".

Diante disso, o Atlético corre o risco de ser novamente levado a julgamento perante o Superior Tribunal de Justiça Desportiva e pode ser punido. Neste ano, em função de uma alteração nas regras, a punição neste caso se limita ao time jogar em sua cidade sem a presença da torcida (de portões fechados).

Os advogados do clube devem alegar que os responsáveis por atirar a bomba foram detidos imediatamente e encaminhados às autoridades policiais. Com isso, esperam evitar a punição.

Fonte: Folha Online e Furacao.com



Últimas Notícias