19 maio 2005 - 16h07

Washington: "O que está em jogo é o futuro do Atlético"

"A torcida faz a diferença quando apóia o time o jogo inteiro. Isso faz com que o jogador se supere”. A afirmação é do atacante Washington, um dos ídolos recentes da torcida atleticana. O jogador, que foi peça fundamental para que o Atlético chegasse ao vice-campeonato brasileiro no ano passado e, conseqüentemente, pudesse disputar a Libertadores da América de 2005, manda seu recado aos torcedores: "já vi de perto a força que tem a torcida atleticana, então que eles vão ao jogo para apoiar o time. Durante o jogo, os jogadores precisam de apoio para terem mais confiança. No momento da partida, esqueçam as diferenças, porque o que está em jogo é o futuro do Atlético numa competição tão importante.”

Como prova da força da massa atleticana, Washington lembra a partida contra o São Caetano, no Brasileiro do ano passado. "Perdíamos o jogo por 1 a 0, no primeiro tempo, e no segundo tempo viramos para 5 a 2 com o apoio da torcida”, relembra o jogador. "Também tive a experiência da torcida jogar contra algumas vezes. Isso faz com que o jogador perca a confiança e a probabilidade de errar é maior”, diferenciou. "É claro que a parte principal para as vitórias é a dos jogadores, mas que a torcida influencia, isso com certeza!”, disse.

E até mesmo os jogadores do Atlético ganham um incentivo a mais do Coração Valente: "tenham a total tranqüilidade possível e, se ajudando um ao outro, com certeza vocês irão reverter essa situação”, afirmou o atacante, que hoje defende as cores do Verdy Tokyo, do Japão. Apesar da distância, Washington garante que veste a camisa de torcedor atleticano. "Estarei torcendo muito para o Furacão. Com muita união eles irão passar por mais um obstáculo. Boa sorte, Atlético!”.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…