30 jun 2005 - 1h19

Mais uma dose, Furacão

Você pode estar lendo esta reportagem de madrugada, às oito da manhã ou ao meio-dia. Só que o seu pensamento e a sua emoção já está no fim da quinta-feira, mais precisamente às 22h. É neste horário que o Atlético Paranaense entra em campo para disputar a inédita vaga na final da Copa Libertadores. A partida contra o Chivas Guadalajara vai ser no México, no histórico Estádio Jalisco com a pressão de 60 mil torcedores rivais. Acomodados num cantinho, estarão alguns fiéis atleticanos que encararam o desafio de vibrar com as cores vermelha e preta no próprio campo adversário. Aqui em Curitiba, no Paraná, no Brasil e em vários países do mundo, as energias positivas cruzarão todos os oceanos para que o Furacão volte para casa na condição de disputar o título máximo do futebol latino contra o São Paulo, que soube aproveitar a vantagem criada em casa e despachou o River Plate, na Argentina.

Enquanto você olha os ponteiros do relógio querendo adiantar as horas, bater o ponto, chegar em casa, ligar a televisão ou o rádio e ouvir a transmissão da partida, nós da Furacao.com vamos manter o ritmo de atualização bastante acelerado neste dia especial. Com muita informação, a ansiedade vai ser deixada de lado e a hora vai passar mais rápido. O momento para todo o mundo atleticano é de expectativa. E uma expectativa de alegria.

Comandante também na tensão

A partida contra o Chivas não deixa nervosa só a grande massa torcedora do Atlético. O experiente técnico Antonio Lopes também prevê um jogo tenso. "Será uma partida muito difícil, bastante tensa. É a decisão de uma vaga na final e isso vai mexer muito com o emocional. Temos de manter a calma", disse o treinador que já foi campeão da Libertadores em 1998, pelo Vasco da Gama.

Lopes deve fazer apenas uma alteração em relação ao time que ganhou de 3 a 0 do Chivas, semana passada, na Kyocera Arena. Alan Bahia volta ao time depois de cumprir dois jogos de suspensão por ter sido expulso no primeiro jogo das quartas-de-final, contra o Santos, em Curitiba. O atacante Aloísio, que sofreu uma lesão na coxa direita, está em tratamento intensivo e não deve preocupar a comissão técnica até a hora do jogo.

Na tarde de ontem os jogadores do Atlético foram conhecer o Estádio Jalisco, que foi bastante elogiado pelos brasileiros. O gramado despertou a atenção dos atletas, que se surpreenderam positivamente com o estado. "Está maravilhoso", afirmou Aloísio. Com máquinas digitais nas mãos, os atleticanos aproveitaram para tirar diversas fotos no estádio onde a Seleção Brasileira jogou a primeira fase da Copa do Mundo de 1970 e toda a Copa de 1986.

Com o time definido, o Atlético entra em campo contra o Chivas com a seguinte formação: Diego; Jancarlos, Danilo, Durval e Marcão; Alan Bahia, Cocito, Fabrício e Fernandinho; Lima e Aloísio.

Recado positivo

A Furacao.com abre mais um espaço para você mandar o seu incentivo para o Atlético Paranaense. Escreva a sua mensagem para nós informando em qual cidade ou país que você está. As melhores frases serão publicadas como notícia aqui na Furacao.com e certamente o seu apoio chegará ao México.

Mande o seu recado, conte as horas e sonhe de olhos abertos. A chance do Atlético estar na final da Copa Libertadores é muito grande.

Libertadores – (30/06/05) – Chivas Guadalajara x Atlético
L: Jalisco; H: 22h; A: Carlos Torres (PAR); T: Sportv e Fox Sport (para a América).

CHIVAS GUADALAJARA: Oswaldo Sánchez (Alfredo Talavera); Francisco Rodríguez, Javier Rodríguez (Carlos Salcido), Héctor Reynoso e Johnny García; Rafael Medina, Manuel Sol, Oribe Peralta (Ramón Morales) e Juan Pablo Alfaro; Francisco Palencia e Omar Bravo. T: Benjamin Galindo.

ATLÉTICO: Diego; Jancarlos, Danilo, Durval e Marcão; Cocito, Alan Bahia, Fabrício e Fernandinho; Lima e Aloísio. T: Antonio Lopes.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…