5 ago 2005 - 10h12

Ex-integrantes do "quadrado mágico" voltam à Arena

Em 1999 e 2000, o Atlético encantou o Brasil com o futebol de quatro excelentes jogadores ofensivos: Adriano, Kelly, Lucas e Kléber. O chamado "quadrado mágico" compôs o time que venceu a Seletiva para a Libertadores de 99 e o Campeonato Paranaense de 2000, além de ter protagonizado uma excelente campanha na Copa Libertadores. Neste sábado, dois dos "vértices" deste quadrado retornam à Arena, mas desta vez do lado adversário, atuando pelo Cruzeiro.

Kelly chegou ao Atlético em 1998, depois de uma batalha com o Flamengo, que também pretendia contratá-lo e chegou a colocá-lo em campo. Já no Atlético, no ano da chegada, foi campeão paranaense e da Copa Paraná. Depois do grande desempenho em 2000, o meia foi negociado com o futebol japonês no início de 2001, deixando o torcedor atleticano com saudades de seus lances de habilidade, como na partida contra o Paraná em que realizou um cruzamento de letra para Lucas completar para o gol – o que valeu uma placa.

Adriano, o "Gabiru", foi contratado pelo Furacão em 1998, junto ao CSA de Alagoas, e já foi um dos principais jogadores do time que conquistou o campeonato estadual e a Copa Paraná naquele ano. Além de vencer a Seletiva de 99 e o Paranaense de 2000 e de participar da Libertadores do mesmo ano, em 2001 Gabiru garantiu mais um título estadual e levou o Atlético ao título brasileiro, sempre como um dos principais jogadores do time. O meia ainda permaneceu no clube no ano seguinte, para ser tricampeão paranaense e disputar mais uma Libertadores e o Brasileiro.

Em entrevista ao site Futebol Mineiro, Kelly revelou como é a sensação de enfrentar o ex-clube: "Naquele estádio, com o campo apertadinho, é muito difícil sair com um bom resultado. Mas estamos bem e vamos fazer de tudo para sair com uma vitória”. Adriano também ressaltou a dificuldade em vencer o Atlético dentro da Arena: “Vou jogar contra pela primeira vez, mas o Atlético já passou, o momento é o Cruzeiro. Respeito o Atlético demais, mas espero ajudar meus companheiros a conseguir os três pontos. Ganhar ali é difícil, mas se jogarmos como a gente está jogando, impondo o nosso ritmo, vamos obter um resultado muito bom na Arena”.

Os dois jogadores vêm crescendo de rendimento no Cruzeiro, e foram essenciais na última vitória do clube mineiro, sobre o Brasiliense, no Distrito Federal, por 2 a 1. Kelly marcou o primeiro gol e deu o passe para o segundo, anotado por Adriano.

Confira mais sobre Kelly e Adriano no hotsite especial dos 80 anos do Atlético.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…