19 ago 2005 - 15h35

Atlético contrata dois atletas da base do Coritiba

Dois jogadores que eram destaques do time infantil do Coritiba trocaram o CT do Atuba pelo CT do Caju nesta semana. O lateral-direita Raul e o meia Choco são agora jogadores do Atlético, devendo ser imediatamente promovidos ao time juvenil, comandado por Marquinhos Benatto. Os dois têm 15 anos, idade-limite para a categoria infantil – a faixa de idade dos juvenis é de 15 a 17 anos.

A informação da bombástica transferência dos dois foi divulgada na coluna desta sexta-feira de Jorge Luiz da Silva, da Tribuna do Paraná e do Paraná-Online. De acordo com Jorge, Raul e Choco acompanharam a delegação do Atlético na rodada do meio de semana no campo do Trieste e não puderam esconder que estavam se sentindo muito bem. "Melhor do que estávamos no Coxa", contaram.

Raul Guilherme Martins nasceu em Curitiba em 13 de março de 1990 e estava no Coritiba desde os dez anos, na categoria mirim. Começou como atacante, mas foi na lateral-direita que se destacou. Já teve diversas convocações para a Seleção Brasileira Sub-15, tendo inclusive disputado torneios internacionais e tendo sido eleito o destaque brasileiro em diversos deles. Na mais recente convocação, acabou cortado por lesão. Raul continua machucado, mas agora será tratado pelos médicos do Atlético. Há poucos meses, foi um dos principais responsáveis pela vitória do Coritiba sobre o Atlético nas quartas-de-final do Campeonato Paranaense Juvenil, marcando o primeiro gol do Coxa em um chute de fora da área.

Choco é o apelido do parnanguara João Guilherme Estêvão da Silva, nascido em 4 de janeiro de 1990. Ele defendeu o Coritiba por seis anos e construiu uma fama de artilheiro. De acordo com Jorge Luiz da Silva, os dois jogadores ainda não têm condições de jogo, mas a inscrição de ambos na FPF está sendo providenciada.

Mudanças de times

As transferências de atletas das categorias de base entre Atlético, Coritiba e Paraná Clube não são tão incomuns. Antes de Raul e Choco, outros jogadores já trocaram um clube pelo rival ainda nas categorias inferiores. O caso mais famoso recentemente é o do atacante Warley, que surgiu no futebol brasiliense e acabou contratado pelo Coritiba quando ainda era júnior. Prestes a ser profissionalizado, seu contrato não foi renovado e o Atlético o contratou. Com a camisa rubro-negra, Warley foi campeão paranaense de 1998 e chegou à Seleção Brasileira Sub-23. Jogou por São Paulo, Grêmio, São Caetano, Udinese e hoje está no Palmeiras.

No atual time de júnior do Atlético, dois atletas tiveram passagens pelo Paraná Clube: o meia Kaio e o atacante Anderson Aquino. O atacante Schumacher, recém-promovido ao profissional, começou jogando futsal no Atlético, mas atuou nos mirins do Paraná Clube e do Coritiba antes de retornar ao Rubro-negro.

Caminho inverso percorreu o atacante Anderson Gomes. Revelado pelo infantil do Atlético, chegou até a disputar uma partida pelo profissional (contra o São Paulo, em 2003), mas atualmente está nos juniores do Coritiba.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…