31 ago 2005 - 11h53

Saiba por que o Atlético não está na Copa Sul-Americana

Nesta quarta-feira há mais uma rodada a Copa Nissan Sul-Americana, segunda mais importante competição de clubes do continente, atrás apenas da Libertadores. Oito times brasileiros estão participando da Copa Sul-Americana (Fluminense, Santos, Inter, São Paulo, Cruzeiro, Juventude, Corinthians e Goiás). Diante da grande expressão obtida pelo Atlético no cenário internacional nos últimos anos (inclusive com o vice-campeonato brasileiro e o vice-campeonato sul-americano), diversos torcedores rubro-negros têm indagado as razões pelas quais o clube não participa da competição. Diante disso, para poupar o trabalho dos internautas em procurar uma resposta, a Furacao.com apresenta as explicações.

Neste ano, a Copa Nissan Sul-Americana conta com 34 clubes de 12 países, incluindo dois do México e um da Costa Rica. A Copa começou em 10 de agosto e terminará em 14 de dezembro, ocupando todo o calendário esportivo do segundo semestre. No total, a competição distribuirá US$ 5 mi de premiação, o que garante o interesse dos clubes. Ao contrário da Libertadores, na Sul-Americana os clubes disputam as primeiras fases contra adversários do mesmo país. Somente os vencedores destas primeiras fases é que disputarão propriamente a fase internacional da competição (a partir das oitavas-de-final).

A Conmebol reservou oito vagas para times brasileiros. Dessas, duas foram separadas para os dois melhores times brasileiros no ranking de clubes da entidade. Por isso, São Paulo e Cruzeiro garantiram vaga na Copa. As outras seis vagas foram entregues à CBF, que decidiu distribuí-las de acordo com critérios técnicos e não por convites. Por decisão da CBF, o regulamento do Campeonato Brasileiro de 2004 previu que ficariam com as vagas para a Copa Sul-Americana 2005 o campeão nacional e os times classificados do quinto ao nono lugar.

Assim, obtiveram o direito de disputar a Sul-Americana os seguintes clubes: Corinthians (5° lugar), Goiás (6°), Juventude (7°), Internacional (8°) e Fluminense (9°). Atlético, São Paulo e Palmeiras, embora tenham ficado mais bem posicionados, não obtiveram vaga, pois se classificaram para uma competição considerada mais importante (Libertadores). O São Paulo, porém, disputa a Sul-Americana na condição de convidado da Conmebol justamente por ser um dos dois melhores times no ranking brasileiro da entidade (ao lado do Cruzeiro).

Copa Sul-Americana 2006

Para a Copa Sul-Americana 2006, os oito clubes brasileiros serão indicados unicamente em decorrência de critérios técnicos. A CBF reservou uma vaga para o campeão brasileiro (único time que jogará tanto a Sul-Americana quanto a Libertadores) e as outras sete ficarão com as agremiações classificadas do quinto ao décimo primeiro lugar. Confira o que diz o regulamento do Brasileirão 2005:

Art. 5º – As vagas brasileiras na Copa Sul-Americana de 2006 serão ocupadas pelos clubes classificados na posição 1ª (campeão) e nas sete posições subseqüentes às dos clubes classificados para a Copa Libertadores de 2006.

Parágrafo Único – Nenhum clube, à exceção do campeão, poderá disputar as duas competições, Copa Libertadores e Copa Sul-Americana.

Reportagem publicada originalmente em 20/07/2005, às 16:36 e alterada para republicações em 15/08/2005 e em 31/08/2005 em função de pedidos encaminhados via e-mail à Furacao.com



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…

Fala, Atleticano

Foi épico

Assim, como o jogo de Santiago contra a Universidad Católica, estará para sempre na memória de qualquer atlheticano… O que aconteceu ontem na Bolívia, também..…