24 set 2005 - 2h46

Corrupção na arbitragem pode alterar tabela do Brasileiro

O portal UOL traz hoje, em sua capa, uma revelação bombástica sobre um esquema de manipulação de resultados apurado pela revista Veja. Segundo a reportagem, o árbitro Edílson Pereira de Carvalho recebia propina de empresários responsáveis por sites clandestinos de apostas no Estado de São Paulo, interferindo no resultado das partidas em que aqueles realizavam apostas milionárias.

As investigações foram coordenadas pelo Gaeco – Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público de São Paulo e a Polícia Federal. A revista Veja chega a divulgar trechos de conversas telefônicas gravadas, nas quais o árbitro indica o clube que será favorecido em determinada partida, para que os empresários realizem suas apostas.

O Atlético não teve nenhuma partida do Brasileirão apitado por Edílson. Mesmo assim, pode ter sua posição na tabela modificada. Como o Código Brasileiro de Justiça Desportiva determina a anulação de partidas cujos resultados tenham sido manipulados por uso de má-fé pelo árbitro, o caso deve interferir diretamente na classificação do Campeonato Brasileiro. Retirando-se os pontos referentes aos jogos em que teria havido interferência segundo a Revista Veja, o Atlético subiria, provisoriamente, uma posição, já que o Cruzeiro perderia seis pontos, caindo para o 16ª lugar com 31 pontos (dois a menos que o Furacão).

Confira o que determina o Código Brasileiro de Justiça Desportiva:

"CAPÍTULO V – DAS INFRAÇÕES DOS ÁRBITROS, AUXILIARES E DELEGADOS

Art. 275. Proceder de forma atentatória à dignidade do desporto, com o fim de alterar resultado de competição.

PENA: eliminação.

Parágrafo único. Se do procedimento resultar a alteração pretendida, o Órgão Judicante anulará a partida, prova ou equivalente."

Leia a íntegra da reportagem publicada na revista Veja.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…