13 out 2005 - 22h56

Repeteco de Santos e Corinthians acaba em confusão

Não faltou emoção e confusão no bis do clássico entre Santos e Corinthians, válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Numa partida recheada de lances polêmicos, expulsões, protestos, invasão da torcida e até de pênalti não marcado, a equipe do Parque São Jorge venceu por 3 a 2, de virada, e disparou na liderança da competição nacional.

Na partida anulada por ter sido apitada pelo árbitro Edílson Pereira de Carvalho, envolvido no esquema de manipulação de resultados, o Santos tinha vencido por 4 a 2 – um dos motivos que deixou os jogadores do time de Nelsinho Baptista irritados antes mesmo de o jogo acontecer.

Mesmo assim, até os 39min do segundo tempo, quando o árbitro Cléber Wellington Abade marcou pênalti de Zé Elias em cima de Nilmar, a partida foi recheada de emoção. O time visitante saiu perdendo, empatou, ficou novamente em desvantagem e virou a partida com o pênalti.

No entanto, um ato de protesto do meia Giovanni, que na saída de bola chutou a bola para a arquibancada, iniciou uma confusão generalizada. Além de um desentendimento entro o goleiro Saulo e o atacante Carlos Alberto, autor do gol da virada – ele foi expulso no lance -, muitos torcedores invadiram o gramado.

Diante da confusão, o árbitro Cléber Wellington Abade optou por não encerrar a partida. Ele preferiu esperar a saída dos torcedores do gramado. No entanto, os jogadores do Santos foram para o vestiário e se recusaram a voltar para realizar os três minutos restantes.

Enquanto isso, o árbitro foi alvo de protestos por parte de dirigentes do Santos e só encerrou o jogo depois que sofreu uma tentativa de agressão de um torcedor. Ele alegou falta de segurança para que o restante da partida fosse realizado.

Com isso, o STJD deverá confirmar a vitória corinthiana e o Santos, além de perder a partida, também deverá ser punido com a perda de mandos de jogo.

Agora o Corinthians chega aos 62 pontos e abre seis pontos de vantagem sobre o vice-líder Goiás. E ainda com um jogo a menos, já que tem o clássico com o São Paulo para repetir. O Santos, por sua vez, estaciona na sétima colocação, com 48 pontos.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…