14 out 2005 - 9h47

Campeões da Solidariedade

Superar os momentos de dificuldade e transformar os desafios em motivação para vencer, com boas doses de raça, amor, dedicação e trabalho. Essas são lições que dia-a-dia o Atlético nos mostra ser possível transformar em realidade, vencendo jogos e conquistando títulos. Neste Dia das Crianças, graças à solidariedade da torcida atleticana, os mesmos ingredientes foram capazes de mais uma importante vitória: ganhamos no jogo da vida, arrancando sorrisos, esperança e alegria dos rostos e corações de centenas de crianças.

Tudo isso foi possível graças à campanha “Libertadores de um Sorriso”, idealizada pelos atleticanos Rogério Andrade e Julia Abdul-Hak, com o apoio do site Furacao.com, e à solidariedade da grande nação atleticana. A torcida abraçou a causa e formou uma grande corrente, arrecadando aproximadamente 900 brinquedos, distribuídos a entidades assistenciais e no hospital Erasto Gaertner, em Curitiba.

"Foi muito gratificante quando juntamos os brinquedos e vimos a quantidade doada, mas foi ainda melhor conquistar o objetivo maior da campanha, que era colocar um sorriso no rosto dessas crianças carentes. Só temos a agradecer a todos que de alguma forma colaboraram. Nós estamos muito felizes com o resultado final", resume Julia Abdul-Hak, uma das idealizadores da campanha.

Libertando Sorrisos

A cada brinquedo distribuído, um sorriso e a sensação de missão cumprida. Esse foi o sentimento presente durante a entrega das doações do “Libertadores de um Sorriso”. Três instituições foram beneficiadas pela campanha: o Hospital Erasto Gaertner, o Lar Hermínia Scheleder e o Centro de Ação Social São Francisco de Assis.

"A iniciativa foi muito boa. Vínhamos correndo atrás de doações nesse sentido sem sucesso até o momento. Todos na comunidade sempre esperam por algo especial nessa data e graças a iniciativa da Furacao.com desta vez não foi diferente. As crianças estão muito felizes e puderam ter um dia de alegria em suas vidas. A iniciativa do pessoal do Atlético deveria ser seguida por mais pessoas e assim certamente mais pessoas poderiam ter momentos mais felizes. Nós, do Centro de Ação Social São Francisco de Assis, agradecemos do fundo do nosso coração ao excelente trabalho realizado", afirma a coordenadora do Centro, Cristina Ribas. O Centro de Ação Social São Francisco de Assis é uma comunidade da Vila São Pedro, em Curitiba, localizada no pátio da Igreja São Pedro, que conta com a participação de voluntários e da comunidade para assistir as famílias carentes da região. Aproximadamente 200 crianças participaram da festividade, receberam brinquedos e pipoca.

A cada brinquedo distribuído, um sorriso
e o sentimento de objetivo cumprido.

As crianças internadas e que fazem tratamento ambulatorial para combater o câncer no Hospital Erasto Gaertner também tiveram momentos de alegria e diversão na festinha do Dia das Crianças. “Aqui nós temos que estar sempre preparados, para a alegria ou para a tristeza. Alguns dias são terríveis para nós, sofremos demais, pois lidamos com crianças doentes e nunca sabemos como será o dia de amanhã. Mas o que vocês estão fazendo por essas crianças hoje é algo muito importante, não apenas para elas, mas para todos nós. Vocês não tem idéia da alegria que proporcionaram a essas crianças tão especiais no dia de hoje. Só temos a agradecer", afirma Salete.

Em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, a Fundação Presbiteriana de Curitiba abriga 26 crianças, entre meninos e meninas, vítimas de maus tratos por parte de pais e mães. As crianças possuem atividades, recebem assistência de coordenadores especializados, alimentação adequada, incentivo à prática de esportes e são preparadas para a reintegração social. "Sabemos da necessidade das nossas crianças. Temos consciência de que elas trocariam todas as coisas materiais por afeto e carinho. Isso é o mais importante para elas, pois são crianças que chegaram aqui devido a problemas graves em casa, foram vítimas de agressões e comportamentos inadequados por parte de pai ou mãe. O que vocês estão fazendo aqui hoje é exatamente o nosso objetivo: mostrar a essas crianças que somos todos iguais e precisamos de atenção. Voltem mais vezes, independente de trazer doações, só a presença de vocês sempre valerá a pena”, afirma Manoel Oliveira, coordenador do programa.

Crianças abrigadas na Fundação Presbiteriana de Curitiba
não escondiam a ansiedade para ganhar seus presentes.

E se em cada lugar que a campanha passou conseguiu proporcionar instantes de alegria para cada criança, fica a boa sensação de meta cumprida. “O nosso grande objetivo, desde quando tivemos a idéia, era colocar um sorriso no rosto de cada criança. Conseguimos muito mais que isso. Nós oferecemos, e sem querer nós também fomos presenteados. Crescemos muito com isso, tivemos a oportunidade de perceber o lado mais duro da vida, as dificuldades e as necessidades de cada um. Tenho impressão que é o mínimo que podemos fazer, e se cada um fizesse apenas um pouco pelo próximo, tenho certeza que a realidade seria outra”, completou Rogério Andrade.

A Campanha

Inspirados pela ótima campanha do Furacão na Copa Libertadores da América, torcedores atleticanos resolveram retribuir à sociedade esta alegria proporcionada graças a valentia deste time de futebol, o segundo melhor do continente.

Rogério Andrade e Julia Abdul-Hak, dois torcedores fanáticos e apaixonados, uniram esforços e idealizaram um projeto social para ajudar crianças carentes de Curitiba e Região Metropolitana. Surgiu, assim, a campanha "Libertadores de um Sorriso".

A idéia, explica Rogério, era arrecadar uma quantidade imensa de brinquedos para fazer mais feliz o Dia das Crianças de milhares de meninos e meninas carentes. Ou seja, proporcionar a essas crianças com dificuldades financeiras a mesma felicidade que nós, atleticanos, tivemos com a magnífica campanha do Furacão na Libertadores.

A campanha começou efetivamente no dia 21 de agosto. De lá para cá, diversas ações para arrecadar brinquedos foram realizadas nos dias de jogos, além de eventos especiais, com a presença de vários jogadores do Rubro-negro e sorteio de brindes especiais para quem colaborasse com a campanha.

Libertadores de um Sorriso: cerca de 900 brinquedos
foram arrecadados na campanha.

“O Atlético nos deu tantas alegrias na Copa Libertadores da América, que acabou nos motivando a criar um projeto social em prol das crianças carentes. Não queríamos fazer apenas mais uma doação de brinquedos, mas um grande projeto social vinculado a um clube de futebol. Deu certo”, explica Rogério. “Incrível como pudemos perceber o espírito solidário da torcida atleticana. A cada ação, a cada evento antes dos jogos, muito fizeram questão de ajudar, nos enviaram e-mails de incentivo e só fizeram a campanha crescer mais ainda”, completa.

O resultado disso tudo foi um Dia das Crianças repleto de alegria para centenas de crianças. Sentimento que todo atleticano pode sentir-se um pouquinho responsável, colaborando com a campanha Libertadores de um Sorriso. Neste Dia das Crianças, nós fomos campeões no jogo da vida. Campeões da solidariedade.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…