4 nov 2005 - 17h31

Jogadores prometem mais dedicação contra o Palmeiras

A falta de vontade dos jogadores do Atlético durante a partida contra o Vasco da Gama ficou evidente. O técnico Evaristo de Macedo reclamou, ainda no intervalo da partida, da falta de objetividade de seus atletas. O Furacão exercia um domínio estéril. Apesar de manter maior posse de bola, o time pouco criou porque não partiu decisivamente em busca do gol. Ao final da partida, o zagueiro Danilo reconheceu que a equipe só "acordou" quando a partida já estava 2 a 0 para o adversário.

Para o jogo de domingo, contra o Palmeiras, a promessa é de uma postura diferente. Para começar, o fato de jogar na Arena já é uma garantia de que disposição não irá faltar. Além disso, voltarão jogadores raçudos, como Marcão, e habilidosos, como Dagoberto. Finalmente, o discurso dos atletas também evidencia que a torcida verá um jogo muito mais empolgante.

"Apesar de estarmos próximos do final do ano, não podemos relaxar", afirma o atacante Aloísio, cobrando mais disposição dos companheiros. "Precisamos vencer no domingo e temos que esquecer o que passou. Temos de pensar no Palmeiras. Precisamos sempre somar pontos e em casa é ainda mais importante", complementa Danilo, pensando somente na vitória.

O reconhecimento de que o time não jogou bem contra o Vasco é o primeiro passo para corrigir o equívoco já no próximo compromisso. "Cabe a nós fazer um bom jogo e conquistar um bom resultado. Assumimos nossos erros, mas agora temos de vencer", prega Aloísio, lembrando ainda que boas atuações valorizarão também os atletas.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…