9 dez 2005 - 0h14

Conheça o case "Naming Rights: KyoceraArena"

O Atlético recebeu esta semana o prêmio Top de Marketing 2005, concedido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil – Seção Paraná (ADVB-PR). O case "Naming Rights – KyoceraArena" rendeu ao Rubro-negro o tricampeonato do Top de Marketing – o case “Atlético Total”, em 1999, e o “Clube Atlético dos Paranaenses”, em 2003, também já foram premiados.

O programa vencedor deste ano trata da venda do nome do estádio Joaquim Américo para a multinacional Kyocera por um período de três anos. O trabalho foi conduzido pela agência Duet Marketing, do publicitário Nelson Fanaya Filho.

A cerimônia de entrega do prêmio Top de Marketing 2005 foi apresentada pela atriz Daniela Escobar, que ganhou do Diretor de Marketing clube, Mauro Holzmann, um botton do Atlético. O case atleticano foi um dos 12 premiados, entre os mais de 60 trabalhos inscritos na edição regional do principal concurso de marketing do país.

Conheça um pouco melhor o case "Naming Rights – KyoceraArena", publicado no suplemento “Top de Marketing 2005”, da Gazeta do Povo desta quinta-feira:

Nome que rende dividendos
Atlético Paranaense firma contrato inédito com a Kyocera Mita América e transforma a Arena da Baixada

O futebol brasileiro tem experimentado uma mudança gradativa no modo de administrar os clubes. Os clubes estão se transformando em empresas e os cartolas se profissionalizando. Dentro desse novo cenário esportivo/empresarial, os clubes têm procurado diversificar as suas receitas para garantir mais recursos para a contratação de novos jogadores e a manutenção dos times. O Atlético Paranaense inovou e foi o primeiro clube a firmar um contrato de “Noming Rights” da história do futebol brasileiro. Em março deste ano, foi anunciado o acordo entre o clube e a Kyocera Mita América que transformou a Arena da Baixada (estádio do Atlético) na Kyocera Arena.

A Arena da Baixada é considerado um dos melhores e mais bem equipados estádios brasileiros. O Atlético, atento a este diferencial, investiu na elaboração de um projeto para promover o local como um produto atraente para investidores. Bancos, companhias aéreas e empresas de vários segmentos foram visitadas por uma equipe de profissionais de venda treinados especialmente para a tarefa. A Kyocera enxergou uma excelente possibilidade de expor sua marca de copiadora recém-chegada no Brasil. “A região latino-americana representa um porcentual pequeno, mas que cresce rapidamente, das vendas da Kyocera Mita América. A decisão de patrocinar o Atlético Paranaense demonstra nosso compromisso com esta região em crescimento”, declarou o presidente da Kyocera Mita América, Tony Pater no case apresentado à ADVB-PR, vencedor desta edição.

Os valores envolvidos na transação não são divulgados por razões contratuais. No entanto, os resultados financeiros para o clube são extremamente vantajosos. O contrato tem a duração de três anos, com possibilidade de renovação por mais dois. O Atlético continua sendo responsável pela administração e operação da Kyocera Arena, com total autonomia. A Kyocera poderá utilizar o estádio para ações promocionais de seus produtos e de relacionamento com o público. A empresa também se tornou patrocinadora da equipe rubro-negra e as camisas do time passaram a ter a marca da empresa.

Os recursos decorrentes da cessão de noming rights poderão ser aplicados tanto na manutenção do estádio quanto nos projetos de melhoria. No próximo ano, o Atlético vai apresentar o projeto de finalização da Kyocera Arena, de olho na Copa do Mundo de 2014. A área do camarote vip será transformada num lounge, que poderá ser utilizado pela Kyocera e pelo Atlético como espaço de eventos, mesmo em dias em que não houver jogos.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…