14 fev 2007 - 19h10

Cinco vezes Atlético

O Atlético não teve dificuldades para vencer o Roma de Apucarana nesta tarde de quarta-feira. Com um dilatado placar de 5 a 1, os jogadores considerados titulares pelo técnico Vadão agora voltam as suas atenções para a partida contra o Galo/Adap, sábado, na Baixada, e para o jogo de quarta-feira de cinzas, na estréia do Furacão na Copa do Brasil. O jogo vai ser contra o Coxim, do Mato Grosso do Sul, fora de casa.

O primeiro tempo do jogo contra o Roma começou com o Atlético assustando o goleiro Reinaldo. Cristian tabelou com Pedro Oldoni, mas o número um adversário estava bem colocado. A resposta do Roma veio no minuto seguinte. Cléber teve que se esforçar para defender um chute do veloz atacante Juliano. Aos poucos a superioridade atleticana foi aparecendo. Depois de boas tentativas com Jancarlos e Ferreira, o Rubro-negro abriu o placar com Pedro Oldoni. Ele recebeu de Cristian e chutou no cantinho do goleiro.

O gol fez com que o Atlético valorizasse a posse de bola, já que o calor em Apucarana era muito forte. O time da casa aproveitou essa morosidade do ataque atleticano e passou a pressionar. Cléber fez boas defesas e também contou com a sorte para que o Roma não empatasse a partida. Só que depois de dez minutos, Danilo aproveitou um cruzamento na área e marcou o segundo atleticano. E o primeiro tempo ficou assim.

Só na maciota

O Atlético foi para o segundo tempo com a boa vantagem de 2 a 0 no placar. A situação melhorou aos 18 minutos, quando Alex Mineiro fez o terceiro, dando mais alívio para a torcida Rubro-negra. Depois disso o Furacão diminuiu o ritmo e viu o time de Wanderley Paiva ir para o tudo ou nada. O clube de Apucarana cresceu na partida e diminuiu o placar depois de uma desatenção da zaga. Clênio tocou para Edinho marcar. A pressão do Roma quase valeu o segundo gol. Aos 25 minutos, Marcão teve que despachar uma bola na pequena área.

O que os torcedores que foram ao Estádio Bom Jesus da lapa não esperavam era que o Atlético voltasse a acelerar o ritmo. Nos dez minutos finais, só deu Rubro-negro. Evandro, aos 35, e Alan Bahia, aos 43, definiram o placar em 5 a 1.

%ficha=542%

Melhores momentos da partida

Primeiro tempo
2 min – Cristian tabelou com Pedro Oldoni. Reinaldo mandou para escanteio
3 min – Juliano fez boa jogada pelo lado direito e Cléber fez boa defesa
14 min – Jancarlos tentou pela direita mas foi desarmado pela zaga do Roma
15 min – Ferreira tocou com Cristian. O colombiano recebeu de volta mas chutou fraco
18 min – Gol do Atlético. Pedro Oldoni recebeu de Cristian e chutou no cantinho do goleiro Reinaldo
21 min – Marcelo Silva recuperou o contra-ataque e chutou na trave
21 min – Pressão do Atlético. Cristian cruzou para Alex Mineiro. A bola foi para fora
26 min – Contra-ataque do Roma pela direita. Clênio tocou para Juliano. A zaga atleticana mandou para escanteio
29 min – Na falta perto da área do Atlético, Clênio mandou por cima do gol de Cléber
33 min – Gol do Atlético. Cruzamento na área, Danilo mandou para o fundo das redes
46 min – Fim do primeiro tempo

Segundo tempo
3 min – Alex Mineiro arrancou pelo lado direito e chutou. A bola foi para fora
9 min – Michel bateu falta de longe. A bola passou a direiita do goleiro Reinaldo
15 min – O Roma fez pressão no time do Atlético mas não conseguiu diminuir
17 min – Jancarlos apareceu bem pelo lado direito mas foi barrado pela zaga
18 min – Gol do Atlético. Alex Mineiro aproveitou o toque e chutou no canto direito de Reinaldo
25 min – Gol do Roma. Desatenção da zaga atleticana. Clênio tocou para Edinho diminuir
32 min – O Roma tentou com Guaru. Dessa vez a bola foi para fora
34 min – Pressão do Roma. Marcão afastou o perigo na pequena área
35 min – Gol do Atlético. Alex Mineiro tocou para Evandro marcar o quarto gol Rubro-negro
43 min – Gol do Atlético. Alan Bahia acertou um belo chute de fora da área e fez o quinto gol
46 min – Fim de jogo



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…