13 dez 2007 - 19h59

Ticão troca o Sport pelo Náutico

A Rádio CBN de Recife informou nesta quinta-feira que o volante Ticão, do Atlético, será emprestado ao Náutico. Nos dois últimos anos, ele defendeu o Sport, também por empréstimo. Em entrevista ao repórter Leonardo Bóris, o próprio jogador confirmou a mudança de time em Recife, apesar de ter sido cogitado o seu retorno ao Atlético.

"Estou orgulhoso de poder retornar a Recife, e agora defendendo o Clube Náutico Capibaribe. Espero ter mais oportunidades em 2008, para demonstrar o futebol que sempre me consagrou como bom jogador. É muito importante esse reconhecimento que a diretoria do Náutico demonstrou", revelou o jogador.

Torcedor do Furacão desde a infância, Ticão tem uma longa história com o clube. Ele começou no futsal, na escolinha do ex-jogador Ribamar. Atuou ainda pelo Clube Cultural de Curitiba antes de ser selecionado pelo Atlético em uma peneirada promovida pelo clube e comandada pelo ex-centroavante atleticano Joel. O jovem foi um dos escolhidos e passou a atuar nos infantis do rubro-negro a partir de 2000. Com apenas 15 anos de idade, Ticão assumiu a condição de capitão da equipe. No ano seguinte, foi convocado para a seleção paranaense.

Em 2002, Ticão foi promovido aos Juvenis do Atlético, mantendo-se como capitão. Neste ano, Ticão se destacou em diversas competições nacionais que o Atlético disputou. No ano seguinte, foi promovido aos Juniores e conquistou o vice-campeonato da Taça Belo Horizonte. Destacou-se e foi escolhido para a seleção do torneio. No final do ano foi eleito o craque do ano da Categoria Juniores no Paraná.

Em 2004, foi campeão da Dallas Cup e Paranaense de Juniores. Em abril de 2004 foi promovido pelo treinador Levir Culpi ao profissional, mas somente em 2005 começou a atuar freqüentemente entre os profissionais. Recebeu o Troféu Furacao.com de janeiro de 2004 e com a chegada de Edinho ganhou a posição de titular do Atlético e logo sagrou-se campeão paranaense, vencendo mais um duelo contra o Coritiba.

Em 2006 se transferiu para o Sport, porém não teve grandes oportunidades. Já em 2007 foi titular absoluto ao lado de Everton. Demonstrando muita raça e determinação com um estilo de marcação forte, chegou a ser considerado um dos melhores do time. Na reta final do campeonato, teve que ficar de fora de algumas partidas devido a uma contusão no braço.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…