28 dez 2007 - 9h28

Federação divulga relatório sobre os estádios

A Federação Paranaense de Futebol divulgou o relatório sobre a vistoria realizada nos estádios indicados pelos clubes que disputarão o Campeonato Paranaense 2008. Quatro praças esportivas foram vetadas pela FPF e não poderão receber jogos do Estadual, a menos que sejam submetidos a reformas: VGD (Londrina), José Garbelini (Cambé), Albino Turbay (Cianorte) e Antiocho Pereira (União da Vitória).

A Comissão de Vistoria, formada por representantes da FPF, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, CREA e de outros órgãos, estabeleceu como itens necessários a presença de locais destinados a tribuna de honra, tribuna de imprensa e acomodações para a torcida visitante com arquibancadas, sanitários masculinos e femininos, bares e alambrados fixos.

Arena

A Kyocera Arena foi vistoriada no dia 10 de dezembro. De acordo com a avaliação da FPF, a capacidade do estádio é de 24.500 lugares. A Comissão de Vistoria determinou as seguintes medidas à diretoria do Atlético:

1 – Instalar alambrado fixo com portões, para que sirva de divisão da torcida visitante com a local;
2 – Prever sanitários masculino e feminino (banheiros químicos são proibidos) e bar em alvenaria para o público visitante;
3 – Deixar à disposição da Polícia as chaves das portas de acesso às torres dos camarotes e/ou Fiscais com as mesmas;
4 – Prever estruturas tubulares (baias) para orientar e disciplinar o público quando do acesso ao Estádio antes das catracas para revista policial, em ambos aos acessos da Buenos Aires como da Getúlio Vargas;
5 – Aumentar número de catracas no acesso do público pela Getúlio Vargas;
6 – Providenciar acesso exclusivo para mulheres, crianças e idosos e bem sinalizados;
7 – Após o início do jogo e término da entrada do público ao interior do Estádio, deverão se retiradas estas estruturas tubulares (baias), bem como as catracas ou liberar portões adequados para saídas de emergência, principalmente pela Getúlio Vargas;
8 – Prever credenciamento da imprensa junto à torre de acesso às cabines, pois até o momento somente se faz junto aos vestiários;
9 – Revisão nas instalações hidráulicas e elétricas, bem como limpeza geral nos vestiários dos atletas, dos árbitros e sanitários masculinos e femininos para o público;
10 – Apresentar Certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros, ou Termo de Ajuste;
11 – Apresentar Laudo Técnico quanto à estabilidade e segurança das instalações existentes no Estádio, acompanhado de uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), ambos assinados por Engenheiro responsável.



Últimas Notícias