15 jan 2008 - 1h46

Rodrigão promete associar até a esposa e filhos

A torcida do Atlético tem tudo para lotar a Kyocera Arena em 2008. Com os planos atrativos do Sócio Furacão, até os jogadores prometeram ajudar a diretoria se comprometendo a associar os familiares.

"Dou parabéns à direção pela iniciativa desse plano que oferece muitas vantagens. Quero dizer que irei associar minha esposa e meus dois filhos. Nós, jogadores, temos uma estrutura muito boa aqui, já passei por muitas equipes e a do Atlético bate de frente com clubes de fora do país. É um privilégio vestir a camisa do Atlético, pois devo tudo a esse clube, tenho muito carinho por todos aqui. Associar minha esposa e meus filhos é uma forma de agradecer tudo que o Atlético fez por mim, passei por um momento delicado e o clube me proporcionou o recomeço", disse Rodrigão, que passou boa parte de 2006 no CT do Caju fazendo um tratamento contra hepatite. "Vamos torcer para que os torcedores se associem em grande número e dizer que faremos a nossa parte dentro de campo", completou o atacante.

Danilo também enalteceu os planos do Sócio Furacão 2008. "Enfrentar o Atlético na Arena lotada é muito difícil, então nós, jogadores, sabemos desse momento e dessa responsabilidade muito grande, toda essa mística criada ao redor, sem contar a estrutura e o conforto do clube. É o estádio mais moderno do Brasil e essa união entre diretoria, jogadores, comissão técnica e torcedor pode virar título no final. Estamos aqui representando todo o grupo e o nosso objetivo é trazer tudo isso para o nosso lado", disse.

O volante Claiton fez coro com os companheiros. "Viemos aqui para fortalecer o pedido à torcida e dizer à diretoria que iremos fazer a nossa parte e não é para fazer média. Já joguei aqui contra o Atlético várias vezes e sei como realmente é difícil jogar com estádio lotado, tanto que foram poucos os times que saíram daqui vitoriosos. Então temos essa possibilidade de fazermos um esforço para que se associem ao clube e participem. Eu, como capitão, posso falar que nós, jogadores, estamos conscientes da tradição do Atlético e traduzimos isso no esforço no dia-a-dia. Vamos responder em campo com conquistas este ano. Temos quatro competições, já entramos com força no Campeonato Paranaense, respeitando todos os times, mas essa união vai nos ajudar muito. Contamos com o apoio de todos. Se hoje cabem 28 mil torcedores na Arena, 28 mil é o mínimo de sócios que podemos esperar até o final do ano".



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…