20 jan 2008 - 22h20

Atlético usou 70% da capacidade física para vencer

Além da conquista da quarta vitória em quatro jogos no Campeonato Paranaense, o primeiro Atletiba do técnico Ney Franco também serviu para atestar melhor o rendimento na parte física dos jogadores atleticanos. A disposição da equipe rendeu elogios do treinador, que ficou satisfeito com a postura de todos, mas também reconheceu o grupo pode melhor ainda mais. “É difícil falar em porcentagem, mas não estamos nem em 70% do que podemos chegar na parte física. Mas foi um jogo de superação, num campo grande, contra um adversário de qualidade, onde conseguimos driblar as dificuldades e conquistar essa vitória que nos dá a liderança isolada na competição”.

Para Ney, num clássico é preciso estar com a equipe bem na parte técnica e tática, além da superação, vontade e determinação. “Marcamos forte no meio e exploramos o contra-ataque, pois sabíamos que eles iam se lançar ao ataque. À medida que vamos tendo as seqüências de jogos, avalio que o jogo contra o Engenheiro Beltrão serviu para treinarmos fisicamente, mas não faltou entrega dos jogadores, embora a gente tenha jogado mal. Então à medida que vamos pegando ritmo nós evoluímos e hoje vejo isso em relação aos nossos três jogos que tivemos até agora”, comentou Ney Franco.

Mesmo com a vitória no Atletiba, o treinador continuará cobrando dos jogadores, que na quarta-feira enfrentam o Cascavel e, em seguida, a equipe do Paraná Clube. “Não podemos relaxar, vamos cobrar os jogadores que agora irão para casa descansar, pois eles estão concentrados desde o dia 3 no CT do Caju. Vamos liberá-los hoje e amanhã já voltamos à tarde com concentração total porque teremos uma semana difícil. Vamos curtir a vitória hoje a partir de amanhã já vamos começar a mentalizar de novo, concentrar e ficamos atentos de novo nesta competição para conseguirmos essa classificação no tempo previsto. Uma vitória na quarta será primordial para conseguirmos isso”, finalizou.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…