25 jan 2008 - 8h51

Manchetes atleticanas desta sexta-feira

Ney ganha "dúvida tática"
Baseado nos critérios de Ney, o mais provável é que apenas Marcelo Ramos, que marcou dois gols contra o Cascavel, seja mantido no lugar de Rodrigão. E como é mais provável que Ferreira continue no ataque, Netinho – que subiu de produção deslocado à ala-esquerda no lugar de Michel – deve ser mantido no meio por pura falta de opção.

 

Atlético comemora o “coletivo”

Se o tão aclamado “grupo” conseguir diminuir a influência da individualidade e administrar a “guerra de egos” sempre presente em times de futebol, o Rubro-Negro cria em sua torcida a expectativa de boas campanhas nas quatro competições que disputará em 2008.

 

Ferreira e zagueiros deixam atacantes em 2º plano
O artilheiro do Atlético na Era Ney Franco é o colombiano Ferreira, com seis gols em 21 jogos. Com o treinador, o jogador passou a atuar mais avançado, como um meia-atacante, oscilando entre o ataque e o meio-campo.

 

Vitórias convincentes animam o clássico
As boas vitórias de Atlético e Paraná na última rodada serviram como combustível extra para ampliar o interesse pelo clássico de domingo. Ao bater o Cascavel por 3 a 0, mantendo o aproveitamento de 100% no Paranaense, o Furacão provou mais uma vez que está um passo à frente dos demais concorrentes.

 

DEFESA DO ATLÉTICO FECHA O GOL
Além da liderança na competição, o Furacão tem também o ataque mais positivo e a defesa menos vazada do Paranaense deste ano. A equipe rubro-negra marcou 11 gols e a defesa atleticana foi vencida apenas duas vezes em cinco jogos. Dos setores da equipe, o que vem chamando mais atenção durante os jogos é o defensivo. Além de dar segurança ao time, os zagueiros Danilo, Rhodolfo e Antônio Carlos juntos já marcaram cinco gols na competição.

 


Últimas Notícias