28 jan 2008 - 22h50

O amor pelo Atlético expresso em palavras

Escrever um texto sobre o Atlético e expor em algumas linhas os sentimentos, as razões, as críticas e o amor que toma conta de cada atleticano. Traduzir em palavras o pensamento dos torcedores. Abrir o coração e deixar que cada linha invada a alma do internauta atleticano. Essas são características comuns das colunas que diariamente são publicadas no site Furacao.com.

A seção de colunas é uma das mais importantes da Furacao.com. Com uma diversidade enorme de leitores, de várias idades e opiniões, cada colunista possui o importante papel de dar atenção aos atleticanos que acessam suas colunas, respondendo a todas as mensagens que chegam através do formulário de contato.

O sucesso da seção Opinião comprova que a cada ano os colunistas têm grande responsabilidade diante dos rumos que o Atlético pode tomar. Através de palavras de incentivo, textos empolgantes e contagiantes, cada colunista, ao seu modo, vem aglomerando uma legião de fãs espalhados por todos os cantos do mundo.

Em um breve levantamento dos números de 2007, é possível perceber um pouco a importância e o compromisso que cada colunista e cada leitor de nossas colunas têm perante o Furacão da Baixada. No último ano, a Furacao.com teve um total de 464 colunas publicadas. Foram 606.330 acessos, uma média de 50.528 acessos por mês, ou 1.661 acessos por dia ou ainda 69 acessos por hora às colunas do site. O mês de março foi o período em que a seção de colunas foi mais acessada, com 73.772 acessos.

Atleticanismo exaltado em cada texto

A principal característica das colunas publicadas na Furacao.com é a de que são textos escritos exclusivamente por atleticanos para atleticanos. "Meu maior objetivo como colunista é e sempre foi dar opinião de torcedora sobre o que acontece com o Atlético dentro e fora de campo. Não sou anti ou pró ninguém e também não acho que sem fulano ou cicrano o Atlético não existiria. Sou convicta de que o Clube Atlético Paranaense é muito maior do que facções, situação ou oposição. Ele é formado de diversas pessoas, todas apaixonadas como eu, e essa é minha inspiração. Gosto de ir ao jogo e escutar o que as pessoas falam, juntar com aquilo que sinto e então escrever. Às vezes textos sérios, às vezes pura diversão", diz a profissional em Marketing Fernanda Romagnoli.

A diversidade de opiniões também é comentada pela jornalista Patricia Bahr. "Os textos de opinião são fundamentais para mostrar pontos de vista diferentes sobre um mesmo assunto relacionado ao Atlético. Neste sentido, a Furacao.com tem conseguido uma pluralidade de opiniões importante, para que o leitor possa tirar as suas conclusões e formar o seu próprio ponto de vista. O que acho importante é os leitores entenderem que antes de qualquer coisa o colunista é um torcedor do Atlético. E por isso, mesmo quando critica, a intenção sempre é a de melhorar as coisas. Todos nós queremos ver um Atlético maior e melhor. Muitas vezes os caminhos para esse objetivo comum não se cruzam. Mas não é porque você pensa diferente que você não deseja o sucesso e o engrandecimento do clube", afirma.

Desde abril de 2007 na condição de colunista do site, o advogado Rafael Lemos explica sobre a experiência de escrever sobre o Atlético. "Desde o início, procurei imprimir à minha coluna a marca da emoção, fosse ela triste, como nos textos que falaram da morte; fosse ela feliz, por conta de um texto divertido qualquer. Notei, contudo, que os textos tristes encontraram maior acolhimento por parte do leitor comum e, mais do que isso, os textos tristes despertaram no leitor uma identificação imediata", diz.

Hoje o quadro de opiniões da Furacao.com conta com 18 colunistas, entre advogados, administradores, profissionais em marketing, jornalistas, professores e estudantes. A seção vem aos poucos sendo enriquecida com bons escritores surgidos no espaço "Fala, atleticano", como o administrador Silvio Toaldo Junior, que estreou neste ano como colunista do site. A seleção dos colunistas é realizada pelos editores da Furacao.com e pelo coordenador da seção Opinião, o colunista Rogério Andrade. "É um grande prazer, uma enorme satisfação escrever. Somos livres, independentes, apaixonados e por vezes ousados. Não somos remunerados, escravizados ou prensados na parede para escrever com a maior categoria do mundo as coisas que pensamos. A única verdade é que temos uma paixão imensa pelo nosso maior ideal: o Clube Atlético Paranaense!", afirma Rogério.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…