10 fev 2008 - 19h47

Claiton teve três marcadores durante o jogo

Quarenta e sete minutos do segundo tempo. Torcida aflita, forte marcação, bola que não entra, juiz em péssima atuação… mas eis que surge Claiton, o Predador, que arranca no contra-ataque, se livra da marcação e cruza com precisão para brilhar a estrela de Marcelo Ramos, decretando a vitória atleticana sobre o Londrina.

Mais uma vez sendo destaque em campo, o capitão atleticano fez de tudo um pouco na partida deste domingo, contra o Londrina. Conversou bastante e cobrou atitude do árbitro Adriano Milczvski, pediu calma aos companheiros para que se poupassem em relação à péssima arbitragem e buscou o jogo o tempo todo. Tamanha disposição, vontade e movimentação nas quatro linhas renderam muita preocupação ao técnico Jorge Saran, do Londrina, que designou três jogadores no decorrer da partida para marcar o volante atleticano. “No primeiro tempo foram dois, depois o técnico deles colocou outro para me acompanhar. Por isso a gente tem que ter mais força, mas consegui participar bem no jogo e fazer a jogada do gol”.

Para consolidar mais uma boa atuação, Claiton deu o belo passe para Marcelo Ramos fazer o gol da partida, consolidando os 100% de aproveitamento da equipe no estadual. Ao final da partida, como já é de costume, os jogadores reconheceram o apoio vindo das arquibancadas e foram comemorar a décima vitória ao lado dos torcedores. E lá estava Claiton, muito emocionado e mais uma vez jogando sua camisa para a torcida. “Esse é o Atlético, lutando até o final. Todos estão de parabéns, sabíamos que seria difícil, todos querem ganhar do Atlético, todos querem tirar esse 100% nosso. Acho que todos estão de parabéns”, comemorou.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…