10 fev 2008 - 20h31

Ney Franco diz que time tem “perfil de campeão”

A emocionante vitória do Atlético por 1 a 0 sobre o Londrina, mantendo os 100% de aproveitamento do Atlético no Campeonato Paranaense, foi bastante comemorada pelo técnico Ney Franco. Além da soma dos três pontos, que deixam o Furacão 13 pontos distante do segundo colocado no Estadual, o fator psicológico foi bastante salientado pelo treinador – já que agora o time está a uma vitória de igualar a marca do Furacão de 49. “Para nós é um orgulho muito grande fazer parte deste elenco que pode igualar esse feito. A equipe sentiria muito hoje se não fosse a vitória. Vamos recuperar o grupo emocionalmente, pois eles estão com esse propósito muito forte de igualar e ultrapassar essa marca interessante do clube e para todo mundo”, disse.

Ney Franco disse que gostou muito da atuação do time, principalmente pela doação dos atletas até o final para buscar a vitória. “Acho que essa equipe tem perfil de campeã, pois tem que ter competência e tranqüilidade para levar um jogo difícil como esse até o final”.

Confira as principais declarações do técnico do Atlético na entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0 sobre o Londrina:

O JOGO
“No primeiro tempo tivemos oportunidades, mas se tivéssemos conseguido o gol no começo, o placar poderia ter sido melhor. Em alguns momentos o goleiro deles fez a diferença e em outros não tivemos competência. Foi um jogo equilibrado, contra uma equipe forte e com potencial para chegar às finais e lutar pelo título. A minha avaliação é a de que jogamos bem e contra um adversário com qualidades. Avalio que jogamos bem porque tivemos oportunidades. Se você for analisar todo o jogo, virá uma seqüência de gols que criamos oportunidades, e do outro lado uma equipe muito competente, trabalhada, com jogadores de qualidade e um goleiro que foi o destaque do jogo. Mas avalio que fizemos uma boa partida. Se tivéssemos competência no primeiro tempo e tivéssemos feito o gol, talvez o placar no segundo tempo poderia ser a nosso favor. No outro lado havia uma estratégia bem elaborada. Eles fizeram uma marcação forte principalmente no meio de campo. No segundo tempo colocaram um jogador de velocidade para tentar desequilibrar a partida, mas conseguimos superar tudo isso".

FURACÃO DE 49
“Acho que a equipe sentiu a responsabilidade sim. Na hora que fizemos o gol comemoramos a vitória como se fosse um título. Acho que essa equipe tem perfil de campeã, pois tem que ter competência e tranqüilidade para levar um jogo difícil como esse até o final. O futebol são 90 minutos mais o acréscimo e enquanto não acabar o jogo a nossa equipe precisa ter competência para fazer gol no final. Essa vitória nos dá três pontos, abrimos 14 (sic) da equipe em segundo lugar e praticamente asseguramos o primeiro lugar geral da competição, esse é o nosso principal objetivo. Estamos a quase um ponto da equipe de 49, o que é excelente, o que originou o apelido de Furacão ao clube. Para nós é um orgulho muito grande fazer parte deste elenco que pode igualar esse feito. A equipe sentiria muito hoje se não fosse a vitória. Vamos recuperar o grupo emocionalmente, pois eles estão com esse propósito muito forte de igualar e ultrapassar essa marca interessante do clube e para todo mundo. O grupo de 49 voltou a ser lembrado, já existe um movimento dentro do clube com o propósito de homenagear esse elenco. Pelo que sabemos e estamos estudando, era uma equipe imbatível e ficamos orgulhosos, eu, como treinador, de repente, conseguir uma marca tão boa e forte como essa equipe de 49”.

COMPARAÇÕES
“É difícil avaliar se esse é melhor ou não. O Atlético é uma equipe muito grande e se hoje é grande é porque esse grupo de 49 foi o alicerce, que até deu o nome de Furacão à equipe. O clube é muito grande e suporta vários ídolos, suporta o grupo de 49, o de 2001, o de 2008, se porventura batermos esse recorde e formos campeões. Não posso comparar só me sinto orgulhoso de fazer parte deste elenco que pode superar essa marca. Por isso que queremos ganhar muitos títulos esse ano”.

ANSIEDADE
“Os resultados que tão acontecendo é de forma natural e tem que acontecer assim. O nosso principio básico é o respeito aos adversários, tanto dentro quanto fora de casa. Hoje demos uma prova disso. Eu falo todo dia a vocês que esse campeonato é difícil. Hoje estamos terminando a primeira parte, agora estamos num clube de elite, série A, com jogadores de alto rendimento. Isso significa que são jogadores que tem que saber de uma situação negativa também. O Atlético já passou por isso e saiu dessas situações, e com certeza vai passar por outras. Em algum momento iremos perder nesse campeonato, ou na Copa do Brasil, ou no Brasileiro. Não existe equipe imbatível. Agora temos jogadores com o perfil de passarem por esses obstáculos para continuar com essa campanha”.

PRÓXIMA PARTIDA
“Para o nosso próximo jogo, se não tiver nada de anormal, quem acompanha o Atlético já sabe de cor e salteado qual é a equipe que vai entrar em campo. Não vamos mudar a não ser que tenhamos algum problema de contusão. Para o próximo jogo a tendência é entrar com a mesma formação”.

ARBITRAGEM
"Não gosto de falar de arbitragem. Todos estão sujeitos a erros e acho que no primeiro tempo tivemos um pênalti a nosso favor, mas depende da interpretação do árbitro. Cada um faz a sua função e essa questão de arbitragem é para a diretoria".

DESEMPENHO
“Saímos pelo terceiro jogo consecutivo sem tomar gols. Quero ser enfático: jogamos contra uma equipe de qualidade e fizemos gol. Já somamos 25 gols, temos 4 tomados em 10 jogos. Acho que a medida em que entramos na temporada, começa a sintonia fina, de acertar as coisas, mas no básico a nossa equipe é competitiva, o ano é animador. Se nossa equipe não tivesse qualidade não estaria onde está agora e jogando bem. Estamos no caminho certo, agora é só manter essa sintonia”.

Colaboração: Monique Silva



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…