15 fev 2008 - 20h35

1949: o ano do Furacão

O ano de 1949 no futebol paranaense não ficou marcado apenas pela extraordinária campanha do Atlético na conquista do Campeonato Estadual. Pelo fato da equipe ter ficado 11 jogos sem perder na competição e ter garantido o título com três rodadas de antecedência, o Clube Atlético Paranaense ficou conhecido como “Furacão”. Para o Campeonato Estadual de 49, o presidente João Alfredo e Silva montou uma grande equipe. Contratou Waldir, Mauro e Wilson, de Minas Gerais, o uruguaio Sanguinetti do Sul, e Neno, que já havia atuado no futebol paranaense pelo rival Coritiba, e estava no Palmeiras. A equipe era comandada pelo técnico Motorzinho.

Após um período, João Alfredo deixou a presidência do Rubro-Negro, e em seu lugar assumiu o ex-presidente da Federação Paranaense de Futebol, Itaciano Marcondes. No dia 27 de março, para comemorar o aniversário de 25 anos do clube, completados no dia 26 de março, o Atlético realizou um amistoso contra o Fluminense, e derrotou o Tricolor das Laranjeiras, por 5 a 2, na Baixada.

Um Paranaense que ficou para história

Além do Atlético, seis clubes participaram do Campeonato Paranaense de 1949, que foi disputado por pontos corridos em turno e returno. O Água Verde, o Britânia, o Coritiba, o Ferroviário, o Juventus e o Palmeiras tentaram sem sucesso parar o Furacão e sentiram o poderio atleticano.

A estréia do time atleticano no Estadual aconteceu no dia 14 de maio, no Joaquim Américo. O Rubro-Negro debutou na competição com uma vitória por 4 a 2 sobre o Água Verde. Depois de estrear com o pé-direito no torneio, o Atlético não tomou conhecimento dos adversários e venceu os dez jogos seguintes: 4 a 0 sobre o Palmeiras, 5 a 1 sobre o Juventus, 5 a 1 sobre o Britânia, 4 a 2 sobre o Ferroviário, 5 a 1 sobre o Coritiba, no primeiro turno. No returno derrotou o Água Verde por 7 a 3, o Britânia por 4 a 1, o Palmeiras por 4 a 3, o Juventus por 4 a 0, e o Coritiba por 3 a 2.

Mas a campanha excepcional do Rubro-Negro parou no último jogo, quando o Furacão foi derrotado pelo Ferroviário por 2 a 0, no dia 4 de dezembro e teve a faixa carimbada e a invencibilidade de 11 jogos quebrada.

O retrospecto do Atlético na competição foi de 11 vitórias e uma derrota, tendo marcado 49 gols, e sofrido 19. Uma média de 4 gols por partida. Além disso, o Rubro-Negro teve o artilheiro do torneio: Neno, que balançou 18 vezes as redes adversárias. O vice-campeão do Estadual foi o Ferroviário, seguido por Água Verde, Coritiba, Palmeiras, Britânia e Juventus.

Os heróis

A Furacao.com não poderia deixar de destacar os heróis desta bela campanha. Vestiram com raça a camisa atleticana: Laio; Nilo e Valdomiro; Waldir, Wilson e Sanguinetti; Viana, Rui, Neno, Jackson e Cireno. Além deles, Caju, Délcio, Peres, Joaquim, Cordeiro, Guará, Villanueva e Toco.

O passado se encontra com o presente

Neste sábado, às 20h, contra o Iguaçu, em União da Vitória, o Furacão de 2008 tenta igualar a marca histórica conquistada em 1949, de 11 jogos consecutivos de vitórias. Desta vez, o Atlético deve entrar em campo com os seguintes guerreiros: Vinícius; Jancarlos, Danilo, Antonio Carlos, Alex Fraga e Netinho; Alan Bahia, Claiton e Irênio e; Willian e Marcelo Ramos.

Confira abaixo todos os jogos do Furacão no Campeonato Paranaense de 1949:

1º Turno

14/05 – Atlético 4 x 2 Água Verde
22/05 – Atlético 4 x 0 Palmeiras
05/06 – Juventus 1 x 5 Atlético
19/06 – Britânia 1 x 5 Atlético
03/07 – Atlético 4 x 2 Ferroviário
07/08 – Coritiba 1 x 5 Atlético

2º Turno

18/09 – Água Verde 3 x 7 Atlético
25/09 – Atlético 4 x 2 Britânia
13/11 – Palmeiras 3 x 4 Atlético
19/11 – Atlético 4 x 0 Juventus
27/11 – Atlético 3 x 2 Coritiba
04/12 – Ferroviário 2 x 0 Atlético

Fonte: Hot Site Furacao.com, e livro Futebol do Paraná 100 anos de História, de Heriberto Ivan Machado e Levi Mulford Chrestenzen.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…