27 fev 2008 - 17h55

Ney Franco: "O que nos interessa é a classificação"

Apesar do empate por 1a 1 contra o Corinthians Alagoano, na estréia do Atlético na Copa do Brasil, a tranqüilidade era a marca registrada no vestiário do time após a partida.

Bastante sereno, o técnico Ney Franco acredita que o time deu um importante passo para conseguir a classificação para a próxima fase, no jogo da próxima quinta-feira, na Kyocera Arena.

Na opinião de Ney Franco, o time sentiu o clima abafado e quente de Maceió na tarde desta quarta-feira.

Ele salientou ainda que o Atlético não fez uma boa partida, lamentou o excessivo número de passes errados principalmente no primeiro tempo e ressaltou que o foco do time é em buscar a classificação para a próxima fase.

Confira os principais momentos da entrevista coletiva de Ney Franco após o empate em 1 a 1 contra o Corinthians Alagoano, na estréia atleticana na Copa do Brasil:

DESEMPENHO DO TIME
“Nós não fizemos um bom primeiro tempo, erramos muito no passe. Na Copa do Brasil, cria-se uma expectativa de vir aqui, definir tudo no primeiro jogo, principalmente por parte da torcida. Mas é bom ressaltar que enfrentamos um adversário de qualidade, num horário que não estamos acostumados a jogar, às 15 horas da tarde, mas em termos de competição temos que comemorar, além do empate fizemos um gol na casa do adversário, o que é muito bom.”

RESULTADO DO JOGO
“Temos que entender que jogamos na casa do adversário, um adversário com qualidade, que está muito bem no campeonato alagoano. Agora temos que preparar o time para domingo no Campeonato Paranaense (contra o Toledo). Vamos também preparar a equipe, mobilizar o grupo para que na quinta-feira a gente tenha um desempenho melhor e carimbar a participação para a segunda fase.”

SUBSTITUIÇÕES NA EQUIPE
“Eu queria passar a equipe para o 4-4-2, colocar mais um jogador no meio de campo. Para isso, eu tinha que tirar um zagueiro amarelado e também precisava colocar o Netinho no meio-de-campo, porque ele já tinha amarelo e estava na marcação. Ou seja, havia a necessidade de colocá-lo na armação. Com isso, a equipe cresceu um pouco em campo, mas não conseguiu o suficiente para vencer. Mas é bom destacar que no gol, o nosso o jogador (Rodrigão) não estava impedido.”

QUEDA NO RENDIMENTO DO TIME
“A nossa equipe deu uma sentida na parte física do jogo. Já tínhamos 13 jogos na temporada, mas o horário do jogo e a temperatura alta fizeram com que nosso rendimento caísse um pouco. Quando a gente joga num campo dessa dimensão, a nossa equipe demora um tempo de se adaptar. O gramado embora de fora pareça que está muito bom, a bola fica quicando muito. A gente demorou para se acertar dentro de campo. Pelo resultado e a forma que a gente jogou, temos que comemorar. A gente deu um grande passo para classificar para a próxima fase.”

GOL FORA DE CASA
“O sentimento de ter feito um gol fora de casa, um gol de empate e que pode fazer a diferença dentro de casa. Logicamente que queremos entrar buscando a vitória, mas neste momento o que mais nos interessa é a classificação.”



Últimas Notícias