6 mar 2008 - 22h34

Já era…

Em plena Arena da Baixada, o Atlético foi eliminado da Copa do Brasil na disputa por pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal. Antônio Carlos marcou ainda na primeira etapa, mas o Furacão sofreu o empate na etapa complementar e mesmo com um jogador a mais, não conseguiu o gol que classificaria o Rubro-Negro.

O Atlético começou a partida com a equipe considerada titular, com a volta de Marcelo Ramos comandando o ataque. O Furacão foi pra cima do Corinthians, tentando o gol que poderia tranqüilizar a equipe e deixar a classificação mais próxima. Porém, a primeira chance de real perigo aconteceu apenas aos 17 minutos, em uma cobrança de falta de Netinho. A bola passou perto do gol de Veloso. Logo em seguida, gol atleticano. Nova cobrança de falta, desta vez cobrada pelo capitão Antonio Carlos. O zagueiro cobrou forte, rasteiro, e abriu o marcador na Arena.

Após o gol, o time alagoano passou a ter maior posse de bola, e assustou o Atlético aos 33 minutos. Daniel, após rebote, cabeceou no travessão de Vinícius. O Corinthians dominou as ações do jogo até o final da primeira etapa.

O técnico Ney Franco não realizou alterações para a segunda etapa. O Corinthians iniciou o segundo tempo como terminou o primeiro: com o domínio do jogo. O meio-campo atleticano não oferecia resistência e também não criava situações de perigo, demonstrando a falta que o ex-capitão Claiton faz ao time rubro-negro. Com o domínio do jogo, o Corinthians chegou ao empate. Aos 25 minutos, uma falha de marcação da retaguarda atleticana permitiu que Reinaldo, livre, chutasse forte para empatar a partida. O resultado levaria a decisão da vaga para a cobrança de pênaltis.

O empate deixou a equipe atleticana, que não se encontrava em campo, ainda mais nervosa. Mesmo a expulsão de Luciano Rosa aos 32 minutos não ajudou o Furacão, que realizou talvez sua pior partida nesta temporada. O Atlético ainda teve chances de vencer com Marcelo Ramos – que chutou de primeira para linda defesa do goleiro Veloso – e William, mas foi incapaz de vencer a partida no tempo normal. A classificação seria definida nos pênaltis.

Todos os jogadores, de ambas equipes, acertaram suas cobranças até a terceira rodada da disputa por pênaltis (pelo Atlético, converteram Netinho, Alan Bahia e Marcelo Ramos). Na quarta rodada, William chutou e o goleiro Veloso defendeu. O lateral Vitor Boleta poderia definir a classificação alagoana na cobrança seguinte, porém chutou pra longe. Danilo, que deveria converter sua cobrança para começar a série alternada, chutou forte no canto e a bola explodiu na trave. O Corinthians Alagoano estava classificado para a próxima etapa da Copa do Brasil, onde enfrentará outro clube paranaense, o Paranavaí.

%ficha=621%



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…