6 mar 2008 - 23h33

Revoltada, torcida pediu por reforços

Uma má apresentação do time em campo somada com a eliminação do clube na primeira fase da Copa do Brasil. Esses foram os ingredientes que, juntos, culminaram com uma onda de protestos de parte da torcida do Atlético na partida desta quinta-feira, na Kyocera Arena.

Antes mesmo de os 90 minutos do tempo regulamentar se esgotar, o setor onde fica a torcida Os Fanáticos trocou os tradicionais gritos de incentivo ao time pelos gritos de protesto. Totalmente fora de hora, num dos momentos em que mais os jogadores precisavam do apoio das arquibancadas para tentar a classificação, os torcedores passaram a criticar o atual time e a política de administração do clube. Mais uma vez, os torcedores lembraram de Claiton e Ferreira, negociados com o mercado internacional há algumas semanas, e xingaram o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Mario Celso Petraglia. Além disso, os torcedores exigiram a contratação de reforços para o time, visando o restante da temporada atleticana.

Após o jogo terminar, com a eliminação atleticana nos pênaltis, os protestos voltaram a ocorrer, desta vez focados na figura de Petraglia, homem-forte na administração do clube.



Últimas Notícias