O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
8 mar 2008 - 10h52

Furacão que só bate em cachorro morto

A coisa está pior do que poderíamos imaginar. Só batemos em cachorro morto. Pensem bem no nível dos times do Paranaense 2008. Nem do Corinthians de Alagoas conseguimos ganhar, e tivemos duas chances – uma em casa.

O que dizer de uma coisa dessas, a não ser que o pior cego é o que não quer enxergar. Quando acontece um tremendo fiasco desses lembro que um dos sete pecados capitais é a “soberba”, e esse mal está acometendo nossa diretoria não é de hoje.

Moro em Maringá, e fui ver o Atlético jogar em Cambé, contra a Portuguesa, e confesso que saí de lá completamente decepcionado, o nosso goleiro cometeu uma falha incrivel no 20. tempo, quando ainda estava 1×0 para eles , que por um milagre não saiu o 2o. gol deles, o Jancarlos, gordo, lento e não marcando ninguem, se preocupando apenas em bater falta e cruzar algumas bolas, na zaga, no 2o. tempo me entra um zagueiro lento, gordo, fora de forma que entregou a rapadura mais de uma vez, o Netinho completamente apagado, o Claiton nem marcava nem atacava, mas tinha o Ferreira e Marcelo Ramos, esses dois sim, esses dois me encheram os olhos, dois craques , mas o resto, que bando de pernas de pau, na verdade tem ainda mais um que se salva, Rodolfo, esse sim vai muito bem, tambem, e olha gente, sinceramente, a Portuguesa é cheia de jogador gordo, completamente fora de forma, e só ganhamos deles, porque eles ficaram sem perna no 2o. tempo, quem estava lá viu, mas a imprensa ruim que nós temos, apenas viu o resultado, e eu ainda lí que o Ferreira jogou mal, que que é isso.

Nossos soberbos dirigentes precisam saber que antes de quererem que nosso time seja tratado pelas emisssoras de televisão como os grandes de SP, RJ, MG e Rs, que um time precisa de ter torcida, e para ter torcida tem que ter titulos, só que para ter torcida tem que ser visto, mas o patrocinador quer gente vendo o jogo que ele está pagando a transmissão, mas pagar o que para um time com uma torcida ridicula no interior de seu próprio estado, como é o nosso caso, se alguem aí em Curitiba pensa que os jogos que estão passando do Paranaense 2008 dos “grandes” tem audiência aqui no Norte do paraná, eu tenho pena, e o nosso time, mais uma vez perde o bonde, quando estamos sendo o Furacão (mesmo tendo batido só em cachorro morto), não temos nenhum jogo transmitido para o interior, se nossos filhos daqui do interior ficarem vendo apenas jogos do Corinthians, Flamengo e Palmeiras, eles nunca serão atleticanos ! Serão corinthianos, palmeirenses e flamenguistas, e que jogo vão querer transmitir as emissoras para nossa região, e querremos tratamento e pagamento como o deles.

Temos que crescer para aparecer, e crescer com titulos e com o povo, as crianças do interior vendo nosso time jogar e ganhar, nada mais, estádio, copa do mundo, isso é bom mas não ganha torcedor, ou nossos dirigentes pensam que um palmeirense, um corinthiano, um flamenguista vai virar atleticano depois de adulto, temos é que pagar para as emissoras de TV transmitirem nossos jogos para o interior e que nunca joguemos no mesmo dia e horário dos grandes paulistas, cariocas, mineiros e gauchos, Precisamos de torcida, que é o que interessa ao patrocinador, daí sim podemos exigir boas cotas de transmissão, o resto tudo é burrice, falta de visão e de vontade rela de se crescer.

Uma pequena receita: ser o número um de verdade do Paraná, arrasar com os adversários, mas deixar a criançada assistir nossos jogos, fazer eles terem vontade de torcer para o nosso Atlético, aí sim vamos crescer em termos de torcida, e daqui 5, 10 anos, podemos exigir boas cotas de tranmissão.

Está tudo errado, precisamos abrir o olho e logo. Quanto ao Paranaense 2008, eu já vi esse filme, se nada, se nada e no fim se morre na Praia, ou melhor, no final, nada…



Últimas Notícias

Opinião

Um Athletico! Uma vida!

E lá se vão 49 anos. Isso aí, 49! Ano do Furacão! E como vivi esse Athetico! E como estou vivendo, feliz e não menos…