14 mar 2008 - 19h26

Petraglia: "Devedor eu não me sinto"

O presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Mario Celso Petraglia, comentou, na entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira, sobre as atuais cobranças da torcida, após a eliminação precoce do clube na Copa do Brasil. Na partida contra o Corinthians Alagoano, muitos torcedores xingaram Petraglia antes mesmo de a partida ter encerrado e de ter sido decretada a eliminação atleticana na competição nacional.

Com tranqüilidade, Petraglia afirmou que sente a sensação de dever cumprido, tendo plena certeza de que realiza até aqui um bom trabalho na gestão do Atlético Paranaense. “Que dívida é essa? Alguns amigos me dizem: ‘Eu te defendo, sou seu maior advogado’. Mas me defendem do que? O que eu devo? Por tentar trazer a Copa para Curitiba? Por construir um CT? Por não ganharmos o Campeonato Brasileiro de 2004 quando nos roubaram? Estão se invertendo as coisas. Devedor eu não me sinto. Todos nós contribuímos para o crescimento do nosso clube”.

O dirigente admitiu que durante os 13 anos em que está frente à gestão do Atlético, alguns erros foram cometidos, mas que isso não compromete o balanço de sua administração. “Eu sei que falhei, e várias vezes nós falhamos. Mas nós não devemos nada”, disse.

""

Sobre as cobranças da torcida, Petraglia disse que no futebol ainda impera a máxima de que o importante é vencer e que esse é o principal motivo das críticas. No entanto, ele disse que não existe fórmula mágica que permita uma equipe sempre sair vencedora das competições. “É um sofismo que parte de premissas falsas. Por que não é prioridade ganhar títulos? Nós sabemos que só tem uma máxima no futebol: ganhar. Nós estamos abertos para ganhar. Mas como se ganha todos os meses, todos os anos, todas as partidas e competições? Eu não sei. Essa afirmação é falsa. Não podemos partir de uma mentira que leva a conclusões falsas”, afirmou.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…