16 mar 2008 - 20h56

Danilo explica o telefonema de Aloísio

O zagueiro Danilo aproveitou sua participação na coletiva após o jogo contra o Paraná Clube para esclarecer a informação de que teria sido assediado pelo São Paulo Futebol Clube na última semana. Na sexta-feira, Mario Celso Petraglia declarou à imprensa o seguinte: "Ontem nós administramos um problema com o Danilo. Sabe quem ligou pro Danilo? O Aloísio, o Jancarlos, o Marco Aurélio Cunha e o Muricy. Queriam que ele criasse um problema com o Atlético e deixasse o clube".

O jogador atleticano disse que conversou com o atacante Aloísio, mas não teve contato com o técnico e o dirigente são-paulinos. "O Aloísio é um amigo meu particular e independente de estar jogando no São Paulo, no Corinthians ou em qualquer outro lugar, ele é meu amigo, freqüenta a minha casa, e eu freqüento a casa dele. Ele me ligou para pedir o telefone do Jancarlos e me perguntou quando o meu contrato com o Atlético acabava", revelou Danilo.

"O Muricy não me ligou, o Marco Aurélio não me ligou. Estou feliz no Atlético, independente de tudo isso, estou muito feliz aqui. Estou há três anos aqui como titular. Tenho contrato com o Atlético, só falo do Atlético e não tenho nada com o São Paulo. O Petraglia sabe do meu caráter. Se um dia eu vier a sair, como há especulações, vou sair pela porta da frente. Não vou arrumar tumulto com ninguém, não é do meu caráter", assegurou o jogador.

Segundo Danilo, o contato com Aloísio é freqüente. "Simplesmente ele é meu amigo. Converso com ele toda semana, independente de falar de futebol ou não. Do Dagoberto eu não sou amigo, sou colega de profissão, não tenho intimidade de ligar para ele. Estou feliz no Atlético, é só isso que eu posso dizer", finalizou.



Últimas Notícias