O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
20 mar 2008 - 9h56

Devo associar-me ao Sócio Furacão?

Milhares de atleticanos ainda “pensam” em associar-se ao nosso querido rubro-negro.

Fico eu pensando “os porquês” ainda não o teriam feito.

Talvez aguardando alguma contratação de “peso” ou mais uma seqüência incrível de vitórias! Outros quem sabe esperem a conquista de títulos e outros ainda a conclusão da Kyocera Arena.

Particularmente, acho que os que esperam e perseveram (não ficam parados) sempre alcançam, ou seja, devemos buscar aquilo que queremos.

Percebo em cada atleticano a vontade de sermos os maiores do planeta, de sermos os donos da bola. E seremos!

E feliz daquele que hoje se associar. Pelos números já são quase 8.000 que tem sua presença garantida no futuro do nosso Atlético e o que é melhor por apenas R$ 50,00 mensais. Nada mais democrático.

Quem leu o contrato de associação do Furacão percebeu que é um título de sócio permanente, não um pacote de ingressos para um simples campeonato. Inclusive e principalmente dá direito a voto nas eleições do clube, com isso a atual diretoria esta garantindo que neste futuro maravilhoso que nos espera o Atlético seja destes rubro-negros que ora acreditam.

Por isso para não ficar de fora, detalhe as cadeiras das retas superior e inferior já estão praticamente todas vendidas, é bom correr porque o Campeonato Brasileiro está por começar e sinto que será um ano muito bom o de 2008.

Obs.: não sou, nem faço parte e tão pouco convivo com nenhum dos diretores do Atlético, mas entre erros e acertos nestes últimos 12 anos – os acertos certamente são muito maiores.

Estive presente na inauguração da Arena (dia em que nasceu meu filho Lucas), na finalíssima de 2001 em SP e nos dois jogos da vice-Libertadores e nem sonho em não presenciar tudo que há por vir.



Últimas Notícias