23 mar 2008 - 17h43

Ney Franco: "É esse o espírito que queremos"

O técnico Ney Franco ficou satisfeito com a entrega dos jogadores atleticanos na partida deste domingo diante do Iraty, pela terceira rodada da segunda fase do Campeonato Paranaense. Com a vitória por 1 a 0, o Furacão voltou a brigar pela classificação à semifinal da competição. Na coletiva concedida à imprensa, o treinador destacou o espírito guerreiro dos jogadores e a força demonstrada com eles para obter uma vitória fora de casa em uma partida decisiva.

Ney destacou que o time precisa demonstrar a mesma vontade nas próximas partidas, principalmente no jogo contra o Paraná Clube, na próxima quinta-feira. Confira os principais trechos da coletiva:

RESULTADO JUSTO
"Nossa equipe foi muito bem taticamente. Não nos desesperamos. Embora o jogo tenha sido muito equilibrado, o resultado foi justo pelo que nossa equipe apresentou dentro de campo."

ESPÍRITO
"No primeiro jogo contra o Iraty, tivemos três jogadores sem condições de jogo, Danilo, Netinho e Nei. No jogo de hoje, optamos por colocar o Pimba no lugar do Willian e o Piauí na lateral-esquerda. Nossa equipe soube jogar e soube agredir o adversário. É esse o espírito que a gente quer no restante da competição."

FORMAÇÃO
"Nós estudamos bem o adversário. A equipe do Iraty tem jogadores interessantes, o número 10, que desequilibra, o número 9, o volante Ricardinho. Então, em cima do que a gente viu da equipe deles, nós montamos a nossa equipe e felizmente deu certo."

IMPORTÂNCIA DA VITÓRIA
"O principal que nós temos que comemorar são os três pontos. Se a gente não ganhasse hoje, estaríamos dando adeus ao campeonato. Com essa vitória, a gente cresceu, logicamente. Na quinta-feira já temos outro clássico e a nossa fala com os atletas vai ser de que se o Paraná foi na nossa casa e ganhou temos todas as condições de fazer o mesmo."

DEFINIÇÃO
"Foi uma vitória num momento de turbulência, num momento delicado. Nós projetamos muito essa competição. Vamos definir agora com o Engenheiro e o Iraty dentro de casa, mas acho que vamos definir nossa história no campeonato no clássico. Vamos ter de jogar no mínimo neste nível para cima."

ANSIEDADE
"Nós tomamos no primeiro tempo um excesso de cartões amarelos, em jogadas bobas. Eu disse a eles que a melhor maneira de ganhar o jogo era encerrar o jogo com onze atletas. Se você, como treinador, não souber segurar a ansiedade dos jogadores, um jogo como esse pode descambar a violência."

FORMAÇÃO
"É uma formação interessante, que pode ser adotada em outros jogos. Eu prefiro não antecipar a escalação do jogo de quinta-feira. Vamos rever nosso jogo contra o Paraná, ver o jogo que o Paraná fez contra o Engenheiro Beltrão e em cima disso vamos montar nossa equipe."

JOGADORES DO IRATY
"São bons jogadores. Não só o Rodriguinho, como o Ceará, o Nill, o Ricardinho, o ala-direito é bom. É uma equipe interessante. Não só o Iraty, mas estamos avaliando os jogadores de todas as equipes da região para ver se algum jogador pode chegar ao clube. Nesta semana já tivemos três jogadores que chegaram."



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…