26 mar 2008 - 11h01

Linha do tempo da história atleticana

1924
Em 21 de março, dirigentes do Internacional e do América se reúnem e confirmam a fusão entre os dois clubes. No dia 26, toma posse a primeira diretoria do Club Athletico Paranaense. O dia foi oficializado como o de aniversário do clube.

1926
Em 17 de janeiro, o Atlético derrota o Savóia por 3 a 1 e conquista o primeiro título de sua história: o Campeonato Paranaense de 1925.

1929
O presidente Luiz Feliciano Guimarães e o vice Hermano Machado compram o terreno do Estádio da Baixada, pertencente a Carlos Hauer. Em 12 de setembro, o Governo do Paraná doa ao Atlético um terreno no Bairro Juvevê.

1930
Em 5 de janeiro, o Atlético derrota o Coritiba por 2 a 1 na Baixada e conquista o Campeonato Paranaense de 1929 de forma invicta. No final do ano, em 28 de dezembro, o time vence o Coritiba novamente (3 a 2) e chega ao bicampeonato invicto.

1933
Depois de um Atletiba, em 21 de maio, o Atlético passa a ser chamado de "clube da raça". Um surto de gripe atingiu os atleticanos, que entraram em campo mesmo assim e venceram o clássico por 2 a 1. Em 30 de julho, Caju estréia com a camisa atleticana. Neste ano, o Governo do Paraná comprou o terreno da Baixada de Luiz Feliciano Guimarães e Hermano Machado. Logo em seguida, houve uma permuta com o Atlético pelo terreno do Juvevê e a Baixada passou definitivamente ao patrimônio do clube.

1935
Em 6 de janeiro, o Atlético empata com o Ferroviário por 1 a 1 e conquista o título paranaense de 1934, com uma ótima campanha (apenas uma derrota).

1936
Em 23 de agosto, o Atlético goleia o Ferroviário por 3 a 0 e conquista o Campeonato Paranaense de 1936 com três rodadas de antecedência, sem perder nenhuma partida.

1940
Em 6 de outubro, o Atlético empata com o Ferroviário por 2 a 2. O adversário abandona o campo antes do fim do jogo, insatisfeito com a arbitragem. Um mês depois, o Atlético é declarado campeão paranaense de 1940.

1944
Em 16 de janeiro, o Atlético vence o Coritiba por 3 a 2 e fica com o título do Campeonato Paranaense de 1943. O time contava com os paraguaios Aveiros e Ibarrola, os primeiros estrangeiros a atuarem no futebol paranaense.

1945
Em 30 de dezembro, o Atlético vence o Coritiba na prorrogação (2 a 1) e conquista o título do Campeonato Paranaense de 1945.

1949
Em 19 de novembro, com duas rodadas de antecedência, o Atlético goleia o Juventus por 4 a 0 e chega ao título do Campeonato Paranaense de 1949. O time arrasou os adversários e foi chamado de Furacão, apelido que acabou sendo associado ao próprio clube.

1958
Em 26 de outubro, o Atlético derrota o Rio Branco por 3 a 2 e conquista o Campeonato Paranaense de 1958, encerrando um jejum de nove anos sem títulos.

1967
No ano mais negro de sua história, o Atlético termina o Campeonato Paranaense na última colocação. Em dezembro, Jofre Cabral e Silva assume a presidência e descobre uma irregularidade no estádio do Paranavaí. Graças a isso, o clube não é rebaixado.

1968
O presidente Jofre Cabral e Silva revoluciona o futebol paranaense e contratar craques como Bellini, Dorval e Zé Roberto. Em de junho, Jofre morre vítima de um enfarte sofrido no Estádio Vitorino Gonçalves Dias, durante um jogo no qual o São Paulo de Londrina venceu o Atlético por 3 a 2.

1970
Em 13 de setembro, o Atlético goleia o Seleto por 4 a 1 em Paranaguá e volta a ser campeão paranaense depois de onze anos sem vencer.

1972
O Atlético monta um dos melhores times de sua história, com Sicupira, Nilson Borges, Picasso, Alfredo, Di, Julio e outros. A equipe ficou mais de 20 jogos invicta, mas perdeu o primeiro jogo da final para o Coritiba e acabou ficando com o vice-campeonato.

1978
Em 5 de novembro, o Atlético empata com o Colorado por 4 a 4 em jogo histórico. O adversário vencia por 4 a 0 até que o atacante reserva Ziquita entra em campo, a poucos minutos do fim. Nos últimos quinze minutos de jogo, ele marca quatro gols e acerta uma bola na trave.

1982
Em 31 de outubro, o Atlético goleia o Colorado por 4 a 1 na final e vence o Campeonato Paranaense de 1982, depois de doze anos sem títulos. A campanha foi impecável, com o time chagando a ficar 26 partidas invicto.

1983
Em 15 de maio, o Atlético derrota o Flamengo por 2 a 0, mas é eliminado na semifinal do Campeonato Brasileiro (o Flamengo vencera o jogo de ida por 3 a 0). Essa partida registrou o maior público do Estádio Couto Pereira (quase 66 mil pagantes). Em 18 de dezembro, o Atlético empata por 1 a 1 com o Coritiba e, depois de 53 anos, volta a ser bicampeão estadual.

1985
Em 10 de novembro, o Atlético goleia o Londrina por 3 a 0 e fatura o Campeonato Paranaense de 1985. Essa foi a última partida do time no Estádio da Baixada. Depois disso, o clube passou a mandar seus jogos no Pinheirão.

1988
Em 30 de julho, o Atlético vence o Pinheiros por 1 a 0 e conquista o título do Campeonato Paranaense de 1988. Em 4 de setembro, em um clássico Atletiba, o Atlético estréia a camisa rubro-negra com listras verticais.

1990
Em 5 de agosto, o Atlético empata por 2 a 2 com o Coritiba e conquista o Campeonato Paranaense de 1990. No final do ano, o clube foi vice-campeão da Série B do Campeonato Brasileiro, perdendo a final para o Sport.

1991
Em julho, o Atlético disputa uma partida na Europa pela primeira vez em sua história em um empate sem gols com o Servette, da Suíça. Na mesma excursão, o clube conquista o título da Schützi Cup.

1994
Em 22 de maio, o Estádio Joaquim Américo é reinaugurado, depois de ter passado por uma série de reformas. Depois de oito anos mandando seus jogos no Pinheirão, o Atlético volta à Baixada e vence o Flamengo por 1 a 0, em amistoso.

1995
No domingo de Páscoa, o Atlético é goleado pelo Coritiba por 5 a 1. A derrota detona uma crise e o grupo liderado por Mario Celso Petraglia assume o comando do clube. O resultado chega rápido: com uma campanha brilhante, o time conquista o Campeonato Brasileiro da Série B e volta à primeira divisão.

1997
A Rede Globo divulga uma série de telefonemas nos quais o então diretor de arbitragem da CBF, Ivens Mendes, solicitava ajuda finacneira aos clubes. O Atlético e o Corinthians são os mais envolvidos e o clube é punido com uma suspensão de um ano. O estado inteiro se mobiliza em prol do Atlético, que consegue reverter a situação e a pena é reduzida para perda de pontos no Campeonato Brasileiro.

1998
Em 11 de junho, o Atlético derrota o Coritiba por 2 a 1 e conquista o Campeonato Paranaense de 1998, encerrando um jejum de oito anos.

1999
Em 24 de junho, o Atlético inaugura a Arena da Baixada vencendo o Cerro Porteño por 2 a 1. Inspirado nos mais avançados estádios europeus, a nova casa atleticana é reputada como o estádio mais moderno da América do Sul. Em 21 de dezembro, o Atlético conquista o título da Seletiva para a Libertadores, mesmo perdendo por 2 a 1 para o Cruzeiro (no primeiro jogo, vencera por 3 a 0).

2000
Em 16 de fevereiro, o Atlético goleia o Alianza Lima por 3 a 0 em sua estréia na Libertadores da América. Foi a primeira participação do clube em torneios internacionais oficiais. Em 17 de junho, o Atlético empata por 1 a 1 com o Coritiba e conquista o Campeonato Paranaense de 2000.

2001
Em 3 de junho, o Atlético empata por 2 a 2 com o Paraná e conquista o bicampeonato paranaense. Em 23 de dezembro, o Atlético derrota o São Caetano por 1 a 0 e conquista o Campeonato Brasileiro de 2001.

2002
Em 2 junho, o Atlético perde para o Paraná por 4 a 1, mas conquista o tricampeonato paranaense (no primeiro jogo, vencera por 6 a 1). Em 30 de junho, Kleberson se torna o primeiro jogador de um time paranaense a ser campeão mundial. Representando o Atlético, ele foi titular da conquista do pentacampeonato e eleito um dos melhores em campo na final da Copa de 2002 contra a Alemanha.

2004
Em 26 de março, o Clube Atlético Paranaense completa 80 anos de sua fundação. Equipe faz grande campanha no segundo nacional de pontos corridos e conquista o vice-campeonato brasileiro. O atacante Washington marca 34 gols e se torna o maior goleador da história dos Campeonatos Brasileiros.

2005
Em 15 de março, é oficializada a parceria com a multinacional Kyocera e Arena da Baixada passa a ser chamada de Kyocera Arena. Em 17 de abril, o Atlético derrota o Coritiba por 1 a 0 no tempo normal e por 4 a 2 na disputa de pênaltis e conquista o título do Campeonato Paranaense. Em 2 de julho, muro que separava a Baixada do terreno do Colégio Expoente é derrubado. Cinco dias depois, Atlético anuncia oficialmente a aquisição de toda a área do terreno vizinho e planeja a expansão do estádio. A equipe faz uma brilhante campanha na Libertadores da América, mas é privado de jogar a primeira partida da final na Baixada. O time perde para o São Paulo na final e fica com o vice-campeonato.

2006
Em 30 de janeiro, o alemão Lothar Matthäus é a apresentado oficialmente como técnico da equipe. A contratação repercute em todo o mundo, mas ele fica apenas 46 dias no cargo. Em setembro, Atlético firma parceria com o FC Dallas, time que disputa a Major League Soccer, dos Estados Unidos. Furacão chega à semifinal da Copa Sul-Americana, depois de uma campanha brilhante, com vitórias no Uruguai (contra o Nacional) e na Argentina (contra o River Plate).

2007
Em maio, o atacante Paulo Rink encerra sua carreira em partida festiva na Baixada. A Kyocera Arena é indicada pelo Governo do Estado do Paraná como possível sede para os jogos da Copa do Mundo de 2014. O caderno de encargos é entregue à Fifa e uma maquete do estádio é exibida para o comitê avaliador. Em setembro, diretoria apresenta o projeto de conclusão da Arena.

2008
Em fevereiro, Atlético atinge a marca de doze vitórias consecutivas, quebrando um recorde que durava quase 60 anos. É a maior seqüência de vitórias do futebol paranaense. Em 26 de março, clube comemora 84 anos de história.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…