15 abr 2008 - 0h33

Clubes fundam a Associação de Futebol Paranaense

As 24 equipes profissionais do futebol paranaense definiram nesta segunda-feira, a criação de uma nova entidade para a representação dos clubes profissionais do Paraná. A nova Associação auxiliará nos assuntos importantes e pertinentes sobre o futebol paranaense. A decisão foi tomada na reunião desta segunda-feira, no Hotel Radisson, com as 24 equipes profissionais presentes.

Atlético, Coritiba, Paraná Clube, Londrina, Portuguesa Londrinense, Rio Branco, Adap Galo e um representante dos clubes da divisão de acesso, ficarão responsáveis pela união das informações e interesses de todos os clubes. Os itens a serem acrescentados, discutidos e finalizados, deverão ser entregues até o dia 28 de abril, ocasião que ocorrerá nova reunião com os 24 clubes para definição de comandantes e membros da comissão.

Rivais dentro de campo, todos os clubes se uniram para o fortalecimento do futebol paranaense e a associação dos clubes profissionais de futebol do Paraná poderá auxiliar as equipes em todos os sentidos. "Tivemos 100% de comparecimento e simplesmente acertamos a formação de uma associação dos clubes profissionais. Tivemos a decisão de criar essa entidade. Os próximos passos virão oportunamente. Essa entidade vai se responsabilizar por todos os assuntos futuramente", explicou o presidente do Conselho Deliberativo do Atlético Paranaense Mario Celso Petraglia.

Quem também saiu da reunião satisfeito com a união das equipes paranaenses foi o presidente do Coritiba, Jair Cirino. "Chegamos a conclusão que será benéfica a todos a criação de uma associação. Mas temos que discutir a mudança nos estatutos da Federação Paranaense de Futebol. Gostaria de louvar a iniciativa de promover esse encontro com os representantes dos 24 clubes profissionais do nosso Estado. Com esta associação faremos da Federação uma aliada, sem deixar que ela concorra com os próprios clubes filiados", explanou Cirino.

O presidente executivo da Adap Galo, Adilson Batista Padro, destacou a importância da união dos clubes para os times do interior do Estado. "Para os clubes do interior, sem dúvida nenhuma, recebemos nesta reunião uma grande demonstração de preocupação dos grandes clubes da capital. Eles possuem calendário durante todo o ano e estão tentando se colocar no nosso lugar para nos ajudar. Então temos que parabenizar todos os dirigentes, principalmente o Petraglia, por esse movimento", ressaltou Adilson.

Mesmo estando entre os principais clubes do futebol paranaense, o presidente do Paraná Clube, Aurival Correia, não esqueceu de citar as dificuldades que todas as equipes passam no campeonato estadual. "Estamos solidários a esse movimento importante para o futebol do nosso estado. Todos os clubes fazem um Campeonato Paranaense com muita dificuldade e será essencial a união de todos os clubes no futuro do nosso futebol", acrescentou Aurival.

Peter Robson da Silva, presidente do Londrina, apoiou a iniciativa e ressaltou a presença de todas as equipes na reunião. "O Paraná está inovando no futebol brasileiro. Tivemos a presença de todos os clubes e isso foi muito importante. Com isso tivemos a oportunidade da união. Discutirmos assuntos é fundamental. Foi bonito ver a presença de todos os presidentes e diretores dos clubes do Paraná. Isso mostra o peso político que nós clubes podemos ter, e o mais importante é que saímos unidos", afirmou Peter.
O presidente do Conselho Gestor do Atlético Paranaense, João Augusto Fleury da Rocha, comentou a força e a importância da nova associação. "Os clubes do Paraná nunca deveriam ficar no aguardo de que a solução dos seus problemas fossem resolvidos pela Federação que não é voltada para esse segmento. Não podemos apoiar esta ou aquela candidatura. A saída que achamos foi a criação desta instituição, que mostrará a Federação o modelo de gestão que precisamos e que fará todos os times se destacarem", argumentou Fleury.

Mario Celso Petraglia revelou também que a eleição para a presidência da Federação Paranaense de Futebol não mudará o planejamento dos 24 clubes do estado. "Saímos com o objetivo da criação de uma entidade para os clubes de futebol concluído. Independente do futuro presidente da Federação Paranaense, o grupo estará presente e trabalhando conjuntamente com a Federação e os órgãos representativos do futebol brasileiro. Com isso, teremos o engrandecimento do futebol do nosso estado e o fortalecimento de todos os clubes do Paraná", concluiu Petraglia.



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…