23 abr 2008 - 0h10

Defesa atleticana pode quebrar recorde de 72 anos

O atual elenco atleticano está bem próximo de quebrar mais um recorde neste Campeonato Paranaense. Após chegar ao expressivo número de 12 vitórias consecutivas e superar a marca de 11 triunfos seguidos do Furacão de 1949, os comandados de Ney Franco devem ficar marcados também como a equipe atleticana que sofreu a menor média de gols em Campeonatos Paranaense.

Considerando apenas os times campeões estadual do Rubro-negro, o status de melhor defesa do Atlético pertence ao time campeão paranaense invicto em 1936. A equipe que tinha como destaques o goleiro Caju e o zagueiro Zanetti (com o sistema defensivo formado também pelo zagueiro Osório) sofreu apenas 7 gols em 12 partidas, atingindo a média de 0,58 gol por jogo.

Assim como a equipe de 1936, o atual elenco atleticano tem na defesa um de seus principais destaques. O goleiro Vinicius, os zagueiros Danilo, Rhodolfo e Antonio Carlos e os volantes Valencia e Alan Bahia são as armas atleticanas na competição e os grandes responsáveis pela quase intransponível retaguarda rubro-negra, que sofreu apenas 11 gols em 23 jogos, uma média de 0,48 gol por partida.

Para superar o recorde, o Atlético de 2008 conta ainda com o histórico favorável de 26 jogos (23 pelo Paranaense, 2 pela Copa do Brasil e 1 pelo Brasileiro 2007) seguidos sem tomar mais do que um gol numa mesma partida – a última vez que isso aconteceu foi em 25 de novembro do ano passado, quando perdeu por 2 a 0 para o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro.

Para o primeiro jogo da final, o técnico Ney Franco conta com volta do zagueiro Danilo, que cumpriu suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo da série na última partida contra o Toledo. Sendo assim, o Atlético entra em campo com a defesa titular para tentar quebrar mais um recorde e, principalmente, dar um grande passo em busca do titulo Paranaense 2008.

Defesas eficientes

Além do time de 1936, que sofreu apenas sete gols no Paranaense daquele ano, outros times do Atlético tiveram defesas que se destacaram na conquista do título Estadual. Até aqui, o segundo melhor time neste quesito do Rubro-Negro foi no Paranaense de 1988, quando o Atlético sofreu uma média de 0,59 gol/jogo (foram 16 gols contra em 27 partidas), num sistema defensivo formado por Marolla, Odemílson, Fião, Adílson e Luís Carlos.

O time de 1982 também se destacou no quesito defesa menos vazada, com uma média de 0,64 gol por partida – em 39 jogos, foram 25 gols sofridos, numa defesa que tinha como destaque o goleiro Roberto Costa , além de Ariovaldo, Jair Gonçalves, Bianchi e Sérgio Moura.



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…