27 abr 2008 - 21h51

Ney Franco: "Temos de mostrar algo diferente"

O técnico Ney Franco acredita que o título do Campeonato Paranaense 2008 ainda não está definido. O Coritiba venceu o primeiro jogo por 2 a 0 e tem a vantagem de jogar até por uma derrota de um gol de diferença para ser campeão. Ao Atlético, resta vencer por pelo menos dois gols para levar a decisão para o tempo extra ou vencer por pelo menos três gols para garantir o título estadual. A missão rubro-negra não é fácil, mas o treinador rubro-negro confia em uma reação da equipe.

"O campeonato está em aberto. Eu passei isso aos nossos jogadores hoje. Da mesma forma que o Coritiba nos venceu hoje por 2 a 0, nós temos condição de fazer o mesmo no outro jogo. Vamos trabalhar muito nesta semana para isso", declarou Franco durante a sua participação no programa Balanço Esportivo, da CNT. Apesar disso, ele reconheceu as dificuldades que o Furacão vai enfrentar no jogo de volta: "Vai ser um jogo difícil, o Coritiba acertou a equipe, tem bons jogadores".

Ney revelou que já está pensando em como irá armar o Atlético para o jogo de volta. Aliás, as substituições feitas durante o segundo tempo do jogo deste domingo já foram tendo em vista as possibilidades da partida da Arena. "As substituições do Nei e do Valencia já foram pensando no segundo jogo. O Nei estava pendurado com dois amarelos e o Valencia já estava com cartão amarelo. Eu fiquei com medo de perder esses dois jogadores para o segundo jogo. E ao mesmo tempo o jogo estava pedindo uma coisa diferente. Por isso, eu coloquei o Rogerinho e o Willian, que fizeram boas jogadas", elogiou o treinador.

O técnico prometeu um time diferente para o jogo decisivo. "O Coritiba tem uma vantagem a ser considerada para o segundo jogo. Vamos ter muito trabalho para montar a nossa equipe. Temos de mostrar alguma coisa diferente para esse segundo jogo, diante da nossa torcida. É a última oportunidade que nós temos", afirmou.

Substituição de Nei

Aproveitando a participação no programa, Ney Franco esclareceu a substituição do lateral-direita Nei logo depois de ele ter ido jogar pela esquerda. "Eu quero explicar ao torcedor uma substituição que a gente fez. O Pedro [Ken] jogou bem aberto pelo lado direito e o Michel começou a ter problemas de marcação. O Nei teve uma boa campanha como lateral-esquerda na Ponte Preta e eu coloquei o Nei lá para bater com o Pedro, o que ele fez bem. Eu coloquei o Pimba para fazer o lado direito, mas ele estava muito desgastado porque correu muito. Então, a gente corrigiu a esquerda, mas ficou com a lateral-direita descoberta. O Nei deve ter jogando uns cinco minutos lá [na esquerda], mas a gente sofreu na direita e depois tivemos de corrigir isso", disse.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…