2 maio 2008 - 0h20

Formação do ataque é o mistério de Ney Franco

A falta de gols nas últimas duas partidas e a necessidade de vencer o jogo de domingo por três gols de diferença para garantir o título paranaense no tempo normal, fizeram com que o técnico Ney Franco decidisse armar um time bastante ofensivo para o segundo Atletiba da final.

As mudanças na equipe devem começar pela escalação de mais um atacante de ofício. Sendo assim, o time voltaria a atuar no 3-5-2 e não mais no 3-6-1 que vinha sendo adotado nas últimas partidas.

O jovem Rogerinho é o favorito do treinador e também da torcida atleticana para conquistar uma vaga no ataque. De acordo com a atual pesquisa da Furacao.com, 43% dos torcedores querem que Rogerinho seja titular no domingo. Com a possível entrada do atacante, o meia Netinho deverá ser deslocado para a lateral-esquerda. Dessa forma, o Atlético teria uma equipe com mais opções para criar chances de gol, já que passaria a contar com quatro jogadores de vocação ofensiva.

A maior dúvida do técnico Ney Franco, passou a ser então o companheiro de Rogerinho no ataque. Marcelo Ramos, titular da posição e artilheiro do Rubro-Negro na temporada com 11 gols, foi suspenso pelo TJD e, por enquanto, não tem condições de jogo. Caso a suspensão do goleador não seja revertida, o reserva Pedro Oldoni deverá assumir a camisa 9, tornando-se o homem de referência dentro da área.

Nesta quinta-feira, o Atlético treinou com a seguinte formação: Vinicius; Nei, Rhodolfo, Antonio Carlos, Danilo e Netinho; Valencia, Alan Bahia e Pimba; Rogerinho e Marcelo Ramos. Na segunda parte do coletivo, Pedro Oldoni entrou em lugar de Rogerinho.

Mesmo com todas as dúvidas que rodeiam o ataque, uma coisa é certa: os jogadors que balançarem as redes no domingo ficarão marcados para sempre na seleta lista de atletas que fizeram gols pelo Furacão em campeonatos decididos contra o Coritiba.

Confira abaixo a lista dos goleadores atleticanos em Atletibas de final de campeonato:

1941
Oscar

1943
Lilo (3), Ibarrola (2) e Batista

1945
Jackson, Guará (2), Cireno (2), Lilo (2) e Xavier

1968
Zé Roberto e Milton Dias

1972
ninguém marcou

1978
ninguém marcou

1983
Joel (2)

1990
Dirceu (2) e Berg (contra)

1998
Nélio (2), Adriano, Luisinho Netto, Alex, Dedé e Wilson

2000
Adriano e Gustavo

2004
Igor (2), Rogério Corrêa e Jadson

2005
Denis Marques



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…