18 maio 2008 - 18h01

Tabu continua, mas com um empate

O Atlético não conseguiu segurar a vitória frente a equipe reserva do São Paulo e ficou no empate por 1 a 1 com o tricolor paulista, gols de Danilo pelo Atlético e Éder Luis pelo São Paulo. Mesmo com o empate, o Atlético mantém o tabu de de nunca ter sido derrotado pelo São Paulo na Baixada. Outro fato a se destacar na partida foi a péssima atuação do árbitro carioca Djalma José Beltrami Teixeira.

Enquanto o São Paulo veio para Curitiba com sua equipe reserva, o Atlético não contou com dois de seus zageuros titulares, Antônio Carlos e Rhodolfo, ambos contundidos. O Furacão começou o jogo para cima do São Paulo, dominando as ações da primeira etapa. O primeiro lance de real perigo aconteceu aos 14 minutos, quando o Rubro-Negro abriu o placar. Nei cobrou escanteio e o goleiro Bosco saiu muito mal, permitindo a antecipação de Danilo, de cabeça. Após o gol, o Atlético continuou com mais posse de bola. O São Paulo teve duas oportunidades em chutes de fora da área para chegar a igualdade na primeira etapa, ambas defendidas por Vinícius: aos 26 minutos com Borges e aos 30, em uma cobrança de falta de Juninho.

O técnico Ney Franco não efetuou mudanças na volta para o segundo tempo. O time paulista voltou buscando o empate. E junto a clara superioridade sao-paulina na segunda etapa, começaram a aparecer as confusões do árbitro Djalma Beltrami. Após inverter muitas faltas na primeira etapa, Beltrami por diversas vezes demorava para observar o assistente, que assinalava impedimentos do São Paulo. Em um desses lances, aos 12 minutos, Beltrami marcou pênalti de Nei em Alex Cazumba. Após algum tempo, Beltrami percebeu a sinalização do assistente e voltou atrás em sua decisão, marcando impedimento no lance.

Aos 34 minutos, o árbitro apareceu novamente. Em jogada na linha de fundo da defesa são-paulino, Valência foi derrubado pelo marcador paulista e Beltrami nada marcou. O volante colombiano se contundiu no lance e teve que ser substituído por Zé Antônio. Na sequência da jogada, Júnior cruzou da esquerda para Éder Luis empatar a partida, decretando o placar final da partida.

Além de Zé Antônio, entraram no Atlético Rogerinho no lugar de Pedro Oldoni e Kaio no lugar de Leo Medeiros. Aos 49 minutos, o árbitro Beltrami ainda expulsou o zagueiro são-paulino Aislan, após entrada dura em Kaio.

O Atlético volta a campo no próximo domingo quando enfrentará o Atlético Mineiro, na Baixada, às 18h10.

%ficha=636%



Últimas Notícias