19 maio 2008 - 20h42

Atlético comemora sucesso do Sócio Furacão

Nesta segunda-feira, o Atlético Paranaense conquistou uma importante vitória, atingindo a expressiva marca de 10 mil sócios que aderiram ao plano Sócio Furacão. Com isso, o clube atinge exatamente a metade do número de associações que pretende ter até o final do ano, garantindo uma receita mensal de R$ 735.400,00, fruto dos 10.007 sócios e das 14.708 cadeiras comercializadas na Arena da Baixada a um valor de R$ 50,00 por mês.

Essa receita é aplicada, especialmente, na conclusão da Arena, segundo afirmou o presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Mario Celso Petraglia, na Assembléia Geral Extraordinária realizada no início do mês. Aliás, esse é o grande slogan do Sócio Furacão 2008: "comigo a Arena fica completa", enfatizando tanto a presença em massa da torcida nos jogos do Atlético, quanto o planejamento financeiro para a conclusão do estádio.

Desde o ano passado, o clube abriu as suas portas para uma participação mais efetiva dos torcedores na gestão do Atlético. Este ano, a nova política de aproximação da torcida com a administração do clube, aliada à redução no valor cobrado pela associação, gerou uma grande mobilização da torcida. Em apenas cinco meses do novo Sócio Furacão (com valores até 37,5% menores que no ano passado, quando os valores alternavam de R$ 60,00 a R$ 80,00, dependendo do setor escolhido) o Atlético presenciou uma adesão em massa ao plano. Em 2006, o clube tinha aproximadamente 3.600 sócios (número estimado de acordo com a quantidade de camisas exclusivas aos sócios lançadas pela Umbro no final do ano). Hoje, esse valor praticamente triplicou, o que comprova o sucesso do novo plano, que alia vantagens aos sócios, maior participação na gestão do clube e reais benefícios financeiros, tanto ao torcedor quanto ao próprio Atlético.

Para comemorar a marca de 10 mil sócios, a Furacao.com conversou com João Carlos Sousa, diretor de relacionamento do Atlético, que avaliou o atual plano de associação, enfatizou a importância da participação dos torcedores na gestão do clube a afirmou: o Atlético está investindo em ferramentas de comunicação entre o sócio e o clube, trazendo o torcedor-sócio a participar mais do dia-a-dia do Furacão.

O Atlético atingiu nesta segunda-feira a marca de 10 mil sócios. O que essa isso representa ao clube?
Ficamos felizes, pois estamos atingindo nosso objetivo. Os torcedores sabem da sua importância e que precisam participar. Agora, nesta semana, devemos chegar a 15 mil cadeiras ocupadas pelos sócios. Por isso, já lançamos uma nova promoção para comemorar o feito e sortearemos 15 camisas oficiais, cada uma representando mil cadeiras na Arena.

No comparativo desde os tempos de pacotes até o plano atual, o deste ano é o que teve a melhor aceitação entre os torcedores?
A aceitação dos torcedores está sendo muito boa. Não há reclamação em relação ao preço e a procura para novas associações tem aumentado constantemente.

O clube enfrentou alguns problemas ao lançar o plano deste ano devido a uma falha no sistema para as novas adesões. Na análise das situações ocorridas, o Atlético perdeu muito com o início tardio das vendas?
Poderíamos hoje ter mais sócios, até porque perdemos uma fase de desempenho excepcional do time no início do ano, isso é inegável. Perdemos o boom mas não perdemos o objetivo: chegar até o fim do ano com 20 mil cadeiras vendidas. O próprio sócio já entendeu qual é o sentido da coisa e hoje muitos torcedores já têm em mente que ou se associa ou perderá a oportunidade de ver o Atlético jogar no estádio.

Então o número de associações já não depende tanto do desempenho do time em campo?
Ao analisarmos o gráfico das adesões ao plano, constatamos que houve uma pequena queda quando o time perdeu o primeiro jogo na temporada (no dia 12 de março, quando perdeu de 1 a 0 para o Engenheiro Beltrão). Mas isso logo se normalizou com o passar dos dias. Foi até interessante, no dia seguinte à eliminação na Copa do Brasil, para o Corinthians Alagoano, tivemos uma grande mobilização de torcedores. As pessoas se associam porque acreditam na proposta do plano. Quem tem a intenção de se associar vai se associar, independente do resultado pontual desta ou daquela partida. O torcedor está tendo a consciência de que não se associa para um jogo, para um campeonato, mas sim numa proposta a longo prazo de participação no clube.

O plano deste ano, apesar de ser mais barato, está rendendo mais financeiramente ao clube?
A relação e os benefícios não são apenas financeiros. Hoje a associação é por tempo indeterminado, promovemos a fidelização dos sócios. Evidente que com um número maior de planos vendidos, financeiramente também ficou melhor para o clube, que conta com uma receita fixa mensal. Hoje temos pessoas ajudando o time, comprando o produto Atlético e participando ativamente da vida do clube. O ganho é principalmente de associação e relacionamento mais profissional entre o clube e os sócios. Há um comprometimento de ambas as partes, o que certamente fará um Atlético ainda mais forte.

Há previsão de quando começam as vendas pela internet?
Muito em breve. Estamos fazendo vários tipos de testes para que não haja mais erros e falhas no sistema, que é único e exclusivo até aqui no futebol brasileiro. Não temos ainda certeza de quando serão lançadas as adesões pela internet, mas será em breve.

Quais as metas do Atlético com o plano Sócio Furacão?
Estamos trabalhando para melhorar a comunicação entre o sócio e o clube. O grande objetivo e o principal desafio é atender ao sócio. Hoje implantamos um canal de relacionamento e muitas decisões são tomadas com base nas sugestões enviadas pelos nossos sócios. Além disso, vamos investir em novas promoções para interagir ainda mais com o nosso quadro de associados. O clube tem um objetivo: ter a Arena lotada em todos os jogos. E para isso, precisamos cada vez mais de adesões ao Sócio Furacão.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…