19 maio 2008 - 23h09

Jogadores indicados por Ney Franco não se firmaram

Com o anúncio da saída do técnico Ney Franco, o futuro de alguns jogadores estão em xeque no elenco principal, em especial alguns nomes indicados pelo ex-treinador. O zagueiro Matheus, o lateral Erivelton e os volantes Zé Antônio, Léo Medeiros e Fahel são os jogadores que Ney Franco pediu e a diretoria acertou a contratação. Porém, nenhum dos jogadores tiveram sequência ainda no time titular do Atlético.

O primeiro a chegar no CT do Caju foi o zagueiro Matheus. Chegou no final de janeiro, contratado junto ao Ipatinga. Mas o zagueiro teve poucos minutos para apresentar seu futebol, no jogo diante do J. Malucelli, tendo atuação apagada.

No mês de março, foram contratados Erivelton, Zé Antônio e Léo Medeiros. Dos três indicados, apenas Léo Medeiros já havia trabalhado com Ney Franco. E justamente o volante que trabalhou com o treinador no Ipatinga e no Flamengo foi o que mais teve chances, mas atuando improvisado na ala-esquerda. Apesar do gol na rodada de estréia do Brasileirão, Léo teve apenas atuações discretas.

O volante Zé Antônio pouco atuou, também de forma discreta nos poucos minutos que teve chance de estar em campo. Já Erivelton, contratado junto ao Iguaçu, não estreou ainda, pois como havia jogado pelo clube de União da Vitória, não pôde entrar em campo na fase final do Campeonato Paranaense.

O último dos reforços indicados por Ney Franco foi o volante Fahel, vindo do futebol português. O jogador entrou no segundo tempo do jogo contra o Ipatinga, seu ex-clube. Teve atuação razoável, porém, uma confusão da CBF colocou em dúvida o registro do jogador e por precaução, Fahel ficou de fora da última partida.

Como os jogadores vieram por empréstimo, ou no caso de Erivelton, com contrato para vencer em junho, o provável é que esses jogadores deixem o elenco atleticano nos próximos dias, após a avaliação do novo treinador.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…