21 maio 2008 - 14h39

Roberto Fernandes comandou a recuperação do Náutico em 2007

Se alguns torcedores acham que a situação do Atlético no Brasileirão 2008 não é muito promissora, o novo treinador do Furacão, Roberto Fernandes, tem como provar o contrário com o seu último trabalho. Fernandes assumiu o Náutico na 9ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2007, depois do Timbu perder um clássico para o Sport, fora de casa, por 4 a 1. A campanha do alvi-rubro até então parecia fadada ao rebaixamento, com cinco derrotas, dois empates e apenas uma vitória em oito jogos disputados. Foi então que a situação do time mudou.

A estréia do novo treinador já era uma parada indigesta, enfrentar o Atlético jogando na Arena da Baixada. Um empate em 1 a 1 foi o começo de um bom trabalho. Nas próximas 30 rodadas que seguiram, pôde-se perceber um Náutico muito mais aguerrido, vibrante e lutador. Mas mesmo assim as vitórias ainda não faziam parte da rotina do clube pernambucano.

Até a primeira vitória sob o comando Fernandes, 3 a 0 fora de casa em cima do Corinthians, na 13ª rodada, foram quatro jogos, com dois empates e duas derrotas. A partir daí, sob o comando do uruguaio Beto Acosta, artilheiro da equipe no Brasileirão 2007 com 19 gols, o Náutico conseguiu mais 12 vitórias, incluindo a goleada de 5 a 0 sobre o Atlético, em Recife, e safou-se do rebaixamento.

Confira os números do Náutico no Campeonato Brasileiro do ano passado:

Antes de Roberto Fernandes:
8 jogos
1 vitória
2 empates
5 derrotas
Aproveitamento de 20,8%

Com Roberto Fernandes no comando:
30 jogos
13 vitórias
5 empates
12 derrotas
Aproveitamento de 48,8%



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…