21 maio 2008 - 19h18

Roberto Fernandes é apresentado no CT do Caju

O técnico Roberto Fernandes foi apresentado no CT do Caju na tarde desta quarta-feira. Antes de conversar com a imprensa, ele se reuniu com os jogadores e observou um treinamento que foi comandado pelo auxiliar técnico Tico.

O meia Netinho explicou como foi o encontro do treinador com os jogadores: "Ele chegou falando grosso, motivando a equipe. Ele está levantando a moral, o que é importante".

Roberto Fernandes falou sobre a primeira impressão que teve do elenco rubro-negro. "O elenco está muito inchado. Eu pretendo trabalhar com 34 jogadores, mas ainda é cedo para avaliar as deficiências do time”, comentou.

Fernandes estréia no domingo, contra o Atlético Mineiro, na Arena da Baixada. Para esta partida, ele não pode contar com os zagueiros Antônio Carlos e Rhodolfo, que continuam vetados. Alex Fraga e Leandro Bambu treinaram e devem continuar no time titular. A única mudança que ele promoveu com relação à equipe que empatou com o São Paulo foi na lateral-esquerda. Léo Medeiros foi substituído por Piauí.

Frase de efeito

Logo em sua primeira coletiva como técnico do Atlético, Roberto Fernandes demonstrou que é um bom frasista. Questionado sobre o comportamento dos jogadores durante os treinamentos, decretou: "Aquela filosofia de que treino é treino e jogo é jogo comigo não funciona. Comigo, treino é jogo e jogo é guerra".

A expressão revela o nível de dedicação que o técnico cobrará dos atletas. O ditado comum no futebol ("treino é treino, jogo é jogo") é uma forma de expressar que o que vale para os treinamentos não necessariamente se aplica nos jogos. Normalmente, a frase é usada para indicar que o desempenho de um jogador nos treinos não pode ser levado tão em conta assim se não for repetido no momento necessário (o jogo). Fernandes quis deixar claro que cobrará o máximo de dedicação dos jogadores, tanto na preparação quanto na disputa para valer.



Últimas Notícias