30 abr 2009 - 0h53

Árbitro foi conivente com violência dos corintianos

Dois lances polêmicos causaram indignação da torcida atleticana que compareceu a Arena da Baixada nesta noite. No segundo tempo, quando o placar apontava 3 x 0 para o Furacão, os jogadores do Corinthians, visivelmente irritados com o resultado e principalmente com o bom futebol apresentado pelo CAP até então, começaram a apelar para a violência para segurar o ímpeto rubro-negro.

Primeiro foi o atacante Dentinho, que acertou uma cotovelada no rosto de Rafael Moura e o árbitro, Nielson Nogueira Dias, que estava muito próximo ao lance, sequer marcou falta e não advertiu o jogador corinthiano, que mereceu o cartão vermelho direto. Na sequência foi a vez do atacante Otacílio Neto desferir uma cotovela na altura da cintura do zagueiro Gustavo em uma disputa do bola. Novamente o árbitro sequer advertiu o jogador e ainda assinalou falta contra o Atlético, demonstrando claro despreparo para conter a violência do time do Corinthians.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…