31 maio 2009 - 18h13

Situação preta e vermelha (de vergonha)

O Atlético perdeu mais uma partida pelo Campeonato Brasileiro. Jogando contra o Flamengo, o rubro-negro paranaense sucumbiu à estreia do atacante Adriano e agora acumula três derrotas no Campeonato Brasileiro. Desta vez, o revés foi por 2 a 1, no Maracanã.

O domingo começou bem para o Atlético, com a confirmação de Curitiba como subsede da Copa 2014 e a Arena como estádio que abrigará os jogos. Entretanto, bastou a atenção voltar-se ao Campeonato Brasileiro para que o pesadelo do rebaixamento voltasse a se tornar realidade. O Atlético começou jogando bem, alternando o domínio de posse de bola com o time da casa.

Entretanto, aos 14 minutos, o lateral-esquerda Juan cruzou e o capitão Antônio Carlos tentou cortar mas acabou marcando o gol contra.

Como de costume, o Furacão se abateu após o gol adversário, não conseguindo realizar lances de perigo. Nervoso em campo, o zagueiro Rhodolfo ainda recebeu um amarelo, após agarrar o avante Adriano num lance infantil no meio de campo.

Para o segundo tempo, o técnico Geninho mexeu no ataque da equipe, tirando Marcinho (que não estava bem em campo) e dando oportunidade ao atacante Patrick. Mas logo aos 50 segundos do segundo tempo, após excelente cruzamento de Léo Moura pela direita, o estreante Adriano subiu sozinho para marcar o segundo gol carioca, contando ainda com a colaboração do zagueiro Rhodolfo que apenas observou o atacante adversário cabecear.

Depois do segundo gol do Flamengo o que se viu em campo foi um time modorrento, sem ânimo algum para jogar. O paraguaio Julio dos Santos ainda tentava criar alguma coisa, mas sem mobilidade. A única válvula de escape era a descida de Márcio Azevedo pela esquerda. E foi por ali que o Atlético encontrou seu gol. Após jogada individual, o ala-esquerda do Furacão foi acossado e, num lance duvidoso, o árbitro Gaciba assinalou pênalti. O artilheiro Rafael Moura, após paradinha, descontou para o Atlético.

O técnico Geninho ainda fez duas alterações, promovendo a entrada do zagueiro Manoel para atuar na ala-direita, já que Raul saiu contundido. Além disso, Wesley entrou no lugar de Rafael Miranda, no ímpeto de melhorar a posse de bola. Mais uma vez as peças não corresponderam.

Com a derrota, o Atlético segue sem vitórias no Brasileirão 2009, ocupando a última posição da tabela.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…