18 ago 2009 - 0h42

Primeiro turno “na média” para o Furacão

Nesse domingo, o Campeonato Brasileiro chegou à sua metade. Apesar de cinco equipes (Internacional, Atlético-MG, Santos, Cruzeiro e Botafogo) terem jogos a menos devido ao adiamento de algumas rodadas, com 50% do campeonato disputado é possível traçar uma projeção do Brasileirão. Para o Atlético, um fato a se comemorar e outro a se lamentar nessa primeira fase. Na análise dos números, esta é a segunda melhor participação do clube no primeiro turno do Brasileirão desde 2003, com a fórmula pontos corridos – só perde para 2004. Mas, a distância para os líderes da tabela ainda é bem grande, com um desempenho na média dos últimos anos: desde 2005 o desempenho é bem parecido, oscilando entre o 13º e o 15º lugar.

Em 19 jogos, o Atlético teve sete vitórias, três empates e nove derrotas, desempenho de 42,11% dos pontos disputados. O time marcou 21 gols, ficando empatado com Santo André e Fluminense como o segundo pior ataque da competição, superando apenas o Cruzeiro, com um jogo a menos e 18 gols marcados. A defesa sofreu 29 gols, ficando com o posto de 13ª do campeonato.

Curiosamente, dos 24 pontos do Atlético até aqui na competição, apenas 14 foram conquistados dentro da Arena da Baixada (com o mando de campo, o time tem aproveitamento de 46,66%, conquistando 14 dos 30 pontos disputados). Já como visitante, o Atlético tem aproveitamento de 37,03%, com três vitórias e um empate em nove jogos. Curiosamente, o primeiro ponto somado pelo clube na competição foi fora de casa, no empate em 2 a 2 com o São Paulo, no Morumbi, na segunda rodada.

Ascensão na reta final

A esperança para os atleticanos de uma melhor campanha no Brasileirão é baseada em história e na impressionante recuperação do time nas últimas rodadas. Historicamente, o Atlético tem um rendimento melhor no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Além disso, o time protagoniza uma reação na reta final do primeiro turno, com quatro vitórias consecutivas – e ainda sem sofrer gols do adversário.

Esses ingredientes combinados dão esperança à torcida atleticana de que dias melhores poderão vir, com certeza. Para isso, basta o time continuar trabalhando, jogando sério… porque apoio das arquibancadas, isso é presença garantida para o Furacão.

Confira o desempenho do Atlético no primeiro turno desde 2003, quando o Campeonato Brasileiro passou a ter a fórmula por pontos corridos:

– 2003: 18º lugar – 37,68%
– 2004: 5º lugar – 55,07%
– 2005: 15º lugar – 39,68%
– 2006: 15º lugar – 38,88%
– 2007: 16º lugar – 38,59%
– 2008: 14º lugar – 35,08%
– 2009: 13º lugar – 42,11%



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…

Fala, Atleticano

O pior Atletiba que eu vi

Olha, foi “tenso” assistir o Clássico… Sóbrio , ver o jogo, nem pensar… Jesus, que “Show de Horrores” !!!! Uma equipe, tentando jogar apesar de…